21/8/19 14:15
Atualizado em 21/8/19 às 14:40

Brasília sedia segunda edição do Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas

Vice-governador Paco Britto prestigia abertura do evento que abriga representantes de nove países e 25 expositores

Murilo Pascoal e Carolina Negri, representantes do Sindepat, discursaram na abertura do evento. Foto: Vinícius de Melo/Agência Brasília

Brasília, como centro das tomadas de decisões do Governo Federal, foi estrategicamente escolhida como sede da segunda edição do Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (Sindepat) – entidade sem fins lucrativos, que trouxe grandes nomes racionais e internacionais do segmento de parques temáticos para a Capital Federal. O vice-governador Paco Britto participou da abertura do evento, realizado na manhã desta quarta-feira (21), no Centro de Eventos e Convenções Brasil 21.

A estimativa é que passem pelo local 300 pessoas durante os dois dias de evento. No local, há 25 expositores, sendo representantes de nove países. O evento conta com a presença de gestores e compradores de equipamentos; investidores e empresários do setor de entretenimento; operadores de hotéis e resorts; e administradores de shopping centers, entre outros. Nesta quinta-feira (22), está previsto show do cantor Alceu Valença, no parque temático Na Praia, em Brasília.

Paco Britto ressaltou a importância do segmento para o Distrito Federal e destacou as belezas naturais da região. “Estamos próximos de regiões belas, como a Chapada dos Veadeiros e as cidades históricas de Goiás, e somos pontos de partida para atrações como o Pantanal e o Jalapão”, valorizou. O vice-governador também convidou os participantes para investir na cidade. “Aqui, investidores terão uma imersão em bons negócios, com a apresentação de oportunidades e novas tecnologias para parques temáticos, aquáticos, atrações turísticas e até centros de entretenimentos familiares”, disse, garantindo, em nome do governador Ibaneis Rocha, que os investidores terão segurança jurídica.


O presidente do Conselho de Administração (gestão 2018-2020) do Sindepat, Murilo Pascoal, entre outras lutas, disse que a entidade precisa conquistar isenção dos impostos nos equipamentos. “É um ponto principal para o crescimento de toda indústria. Equipamentos geram serviço e não podem ser tratados como produto de consumo”, explicou.


Parques

O vice-governador também assistiu ao vídeo sobre o parque temático Beto Carrero, durante programação da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo (FrenTur), presente ao evento de abertura. De acordo com dados do site especializado TripAdvisor, o parque Beto Carrero, que é considerado um dos dez melhores do mundo, lidera a lista, também, dos melhores da América do Sul, seguido pelo Beach Park, no Ceará, e pelo Hot Park, em Goiás, na segunda e terceira posições, respectivamente.

Segundo dados do relatório sobre o Índice de Competitividade dos Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional, realizado pelo Ministério do Turismo em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e o Sebrae, Brasília é hoje considerada um dos destinos com maior representatividade no país, com diferencial competitivo e crescimento evidente nos últimos anos. A capital obteve índices acima da média nacional, com destaque para infraestrutura geral, acessos, serviços e equipamentos turísticos e, em especial, pela dimensão que analisou os atrativos turísticos culturais e naturais da capital.


Também participaram da cerimônia de abertura a secretária de Turismo, Vanessa Mendonça; o secretário executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno; a diretora executiva do Sindepat, Carolina Negri; o presidente da Embratur, Gilson Machado Neto; o presidente da Frentur, deputado Herculano Passos; além de parlamentares e representantes do setor, entre outros convidados.


Sindepat

O Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas é uma entidade sem fins lucrativos, fundada em 2003 pelos principais parques temáticos, aquáticos e atrações turísticas do Brasil. A entidade visa representar, defender, promover e proteger os interesses do setor junto aos Poderes Legislativo e Executivo, imprensa e mercado, buscando estabelecer bases sólidas para o contínuo crescimento dos negócios no país.

Segundo dados divulgados pelo sistema, em 2018, o setor de parques temáticos gerou, no Brasil, 100 mil empregos diretos e indiretos. Em relação aos investimentos, foram mais de R$ 130 milhões em estruturas e equipamentos, movimentando R$ 3 bilhões na economia. Ao todo, contabilizaram 30 milhões de visitantes no país. No cenário mundial, no ano passado, o setor alcançou um aumento de 5,4%, ultrapassando a marca de meio bilhão de visitantes.

Galeria de Fotos

Segunda edição do Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas