10/9/19 19:07
Atualizado em 10/9/19 às 21:12

Sai o lixão clandestino e entra a área de esportes

GDF Presente já desativou nove lixões em Taguatinga desde o início do ano

Equipe do GDF Presente em ação na QNM 38, às margens da BR 070 | Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

O Governo do Distrito Federal tem feito a sua parte, mas conta com a conscientização da população para manter a limpeza nas cidades. O assunto se torna repetitivo, mas de extrema importância, uma vez que são inúmeras as ocorrências de pessoas que descartam lixo inadequadamente. Além disso, vale lembrar que o descarte irregular de rejeitos é crime ambiental.

Em Taguatinga, o Governo do Distrito Federal também tem atuado no combate aos lixões clandestinos espalhados pela cidade. Desde o início da gestão, oito deles foram limpos, mas a equipe do governo tem presenciado novos acúmulos de dejeto ao retornar a alguns desses locais. Ao todo, nove lixões foram desativados em Taguatinga Norte e Sul (confira a lista mais abaixo).

Maior depósito irregular de lixo, o terreno localizado na QNM 38 fica às margens da BR 070. A equipe trabalha no local para recolher todo o entulho, nivelar a área e, em seguida, isolá-la com pneus. Calçadas também são reformadas e uma área está em preparação para a prática de esportes. O resultado será a entrega de um ambiente digno para a população e, ao mesmo tempo, uma forma de inibir de vez o descarte inadequado de rejeitos.

É difícil acreditar, mas eu vejo gente que mora nesta rua sair de dentro da sua casa e jogar o lixo aqui, bem na frente da sua residênciaPaulo dos Santos, morador

“É difícil acreditar, mas eu vejo gente que mora nesta rua sair de dentro da sua casa e jogar o lixo aqui, bem na frente da sua residência. Eles [trabalhadores] fazem o serviço, deixam tudo bonitinho e aí jogam tudo novamente. Isso acontece há muitos anos, tem gente que não se preocupa”, lamenta Paulo dos Santos, morador de Taguatinga há 29 anos.

Outro lixão clandestino que foi desativado em Taguatinga no último mês ficava localizado na “Rua do Lixão”, nas proximidades do colégio Projeção. O ambiente foi todo limpo e calçadas foram construídas para evitar novos problemas.

Veja o antes e o depois:

Em dois momentos, a importância da conscientização popular sobre o lixo | Fotomontagem: RA de Taguatinga; Acácio Pinheiro / Agência Brasília

“Isso aqui é fundamental para nós. É uma solicitação nossa desde 2015. Estamos pedindo para que acabe todos os lixões e o governo vem fazendo isso”, afirma Gilberto Luis Barros, advogado e líder comunitário de Taguatinga.

Já a QNM 36/38 começou a ser revitalizada há 45 dias. Mas, ao retornar ao local, a equipe do GDF foi surpreendida com a placa de “proibido jogar lixo” vandalizada, com a expressão apagada com tinta branca.

Mensagem da placa já não dá recado a quem passa pelo local | Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

Confira os números sobre lixões desativados:

• 3 lixões desativados no setor de oficina Norte e QNH
• 1 lixão desativado na QNM 36/38
• 1 lixão desativado na QNM 34 próximo ao depósito campeão da construção.
• 1 lixão desativado na QNL 13/15
• 1 lixão desativado no setor de oficinas Sul Taguatinga Sul
• 1 lixão desativado na QNM 38 divisa com a Ceilândia.

Saiba como descartar o seu lixo da maneira correta

O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) informa que os pontos de descarte irregular da M Norte e da BR 070 estão inclusos no cronograma de limpeza da região, que acontece a cada 15 dias.

A população pode colaborar para diminuir a prática contratando empresas transportadoras de entulho cadastradas no Sistema de Gestão de Resíduos, no site do SLU. Essas empresas emitem, a cada solicitação de serviço, o Controle de Transporte de Resíduos (CTR). Dessa forma o SLU e o DF Legal acompanham a origem da demanda, o tempo que a equipe mobilizada fica no local, além da garantia de que o entulho será descartado somente na Unidade de Recebimento de Entulhos (URE) – única área pública, aliás, autorizada para esse tipo de descarte.

Na QNL 18/20, um dos lixões desativados deu lugar a área de lazer | Foto: R.A. de Taguatinga / Divulgação

Para pequenas obras, que dispensam a contratação de uma caçamba, o cidadão poderá descartar em pontos do Papa Entulho gratuitamente. Na QNG 47, próximo à M Norte e à BR 070, há um desses equipamentos. Ele recebe até um metro cúbico de entulho por pessoa, diariamente – os descartes incluem restos de árvores podadas, galhadas, móveis velhos, material reciclável e até óleo de cozinha usado.

Além do Papa Entulho de Taguatinga, a população do DF conta com outros nove equipamentos instalados em Planaltina, Guará, Asa Sul, Gama, Brazlândia (dois) e Ceilândia (três). Para saber o endereço do Papa Entulho mais próximo a você, basta acessar o site do SLU (www.slu.df.gov.br), na aba “Serviços”.

 

* Com informações da SLU

Galeria de Fotos

Sai o lixão clandestino e entra a área de esportes