6/11/19 9:41
Atualizado em 6/11/19 às 15:08

Brasília, um convite aberto à visitação de todo o Brasil

Projeto lançado pela Fecomércio reforça a meta de incentivar o turismo no Distrito Federal, por meio de pacote especial destinado a estudantes

Durante o lançamento do projeto, o vice-governador Paco Britto enfatizou: “A indústria do turismo é uma das principais portas de entrada para movimentar a economia e gerar emprego e renda” | Foto: Vinicius de Melo / Agência Brasília

Com foco nos estudantes brasileiros, foi lançado oficialmente nesta terça-feira (5), na sede da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio), o projeto turístico O Brasil visita Brasília. A meta é estimular que 25 mil alunos de ensino fundamental, médio e superior das redes públicas e particulares visitem a capital federal até 2022, ano em que se comemora o bicentenário da Independência do Brasil.

Por meio de uma parceria inédita da Fecomércio com Sesc, Senac e a empresa CVC, o pacote turístico, comercializado a R$ 990, abrangerá o período de sexta-feira a domingo, na baixa estação, incluindo serviços de transporte (aéreo e terrestre), hospedagem e o passeio por 23 atrações da cidade, com guia especializado. O projeto tem apoio da Secretaria de Turismo (Setur).

“A indústria do turismo é uma das principais portas de entrada para movimentar a economia e gerar emprego e renda”, lembrou o vice-governador Paco Britto. “Em Brasília não é diferente. Aqui, valorizamos e tratamos muito bem o turista.  Por que não conhecer primeiro Brasília, a capital federal, e também o nosso país, que é maravilhoso, antes de viajar para outros lugares?”.

Estímulo ao comércio

Os estudantes conhecerão as sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, bem como toda a Esplanada dos Ministérios, o Conjunto Cultural da República, o Memorial JK, a Torre de TV e os demais pontos turísticos, com direito a passeios pela orla do Lago Paranoá, a Ponte JK e o Pontão. Além do nicho direcionado ao público jovem, o projeto também oferece outros roteiros, como jurídico, arquitetônico e para a terceira idade.

“A previsão é promover um crescimento de 25% na ocupação hoteleira da capital federal”Francisco Maia, presidente do Sistema Fecomércio/DF

“A previsão é promover um crescimento de 25% na ocupação hoteleira da capital federal”, disse o presidente do Sistema Fecomércio/DF, Francisco Maia. “Vamos estimular o desenvolvimento local e fortalecer os segmentos de turismo e hospitalidade, fazendo a roda da economia girar.” A Secretaria de Turismo (Setur) também está envolvida nas ações do projeto.

Postos de trabalho

Segundo dados do Sistema Fecomércio, o turismo, no Brasil, é responsável por um em cada dez postos de trabalho – em nível internacional, a cada cinco empregos, um é do turismo. O setor envolve diversos segmentos do comércio e de serviços, como hotéis, restaurantes, agências de viagens, serviços e lazer, entre outros.

Entre representantes das diversas entidades ligadas ao turismo e convidados, participaram também do lançamento do projeto o secretário de Governo, José Humberto Pires; o diretor-geral de Produtos do grupo CVC, Claiton Armelin; o secretário nacional de Integração Interinstitucional do Ministério do Turismo, Bob Santos; os respectivos diretores regionais do Senac e do Sesc, Tadeu Peron e Marco Túlio; o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), Manoel Cardoso Linhares e o presidente do Conselho de Turismo da Confederação Nacional do Comércio, Alexandre Sampaio.

No encerramento da solenidade, foi assinado o Termo de Cooperação Técnica entre as entidades envolvidas.

Galeria de Fotos

Brasília de braços abertos para o Brasil