8/11/19 18:31
Atualizado em 8/11/19 às 18:51

GDF entrega policlínica do Corpo de Bombeiros reformada

Além dos reparos, que não eram feitos desde que a unidade foi inaugurada em 1981, o local ganhou mais 9 mil metros quadrados

Foram criados oito consultórios – dois deles serão utilizados apenas para fazer cirurgia | Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

As obras da policlínica Corpo de Bombeiros do Distrito Federal (CBMDF) foram entregues na tarde desta sexta-feira (8). Localizada no Setor Policial, a unidade foi inaugurada em 1981 e desde então não recebia reformas significativas. Somando os militares da corporação que estão na ativa, na reserva e os pensionistas e dependentes, o complexo de saúde vai atender cerca de 30 mil pessoas.

Além do reparo completo do pavilhão de consultórios, foram substituídas todas as instalações, esquadrias e acabamentos. A edificação foi integrada com passarelas e o prédio da odontologia, que era compartilhado com a ortopedia, ganhou o próprio espaço. Foram criados oito consultórios – dois deles serão utilizados exclusivamente para fazer cirurgia -; três sanitários, sendo um adaptado para pessoas com deficiência; construção de mais um vestiário; área administrativa independente composta de seis salas, uma copa e dois sanitários.

O comandante-geral do CBMDF, coronel Emilson Ferreira, destacou que a inauguração é uma nova fase da policlínica. “É um sonho realizado de muitos anos, graças ao trabalho árduo de todos os militares. O foco da nossa ação também é a qualidade de vida da corporação e da família, pois se estivermos bem assistidos a prestação de serviço à sociedade será bem melhor”, garantiu.

O diretor de Saúde do CBMDF, tenente-coronel Vagner Leão, ressaltou a importância do local para os militares. “São 30 mil pessoas abarcadas pelo nosso sistema de saúde. Os militares cuidam de outras vidas e eles também precisam ser cuidados. A cada ano tentamos melhorar a prestação de serviço para a nossa corporação”, disse.

A policlínica também ganhou mais 9 mil metros quadrados. O novo espaço tem salas de raio-x, de densitometria óssea, curativos, espera, tomografia, enfermarias, leitos consultórios; centro cirúrgico; box de emergência; instalação de ar condicionado e central de alarme; laboratórios; sanitários femininos, masculinos e para pessoas com deficiência; vestiários, entre outros.

A Diretoria de Inativos e Pensionistas (Dinap), que antes funcionava de forma improvisada no 2º Grupamento de Bombeiro Militar, em Taguatinga Norte, passa a funcionar no complexo de saúde. A medida dará mais conforto aos militares, que poderão resolver todas as pendências em um único lugar.

Outras reformas
Também à espera de reparados desde que foi criado, em 1986, o 11° Grupamento de Bombeiro Militar foi reinaugurado em setembro. Localizado no Lago Sul, a unidade atende cerca de 30 mil habitantes em uma área de 190 km², além de dar suporte às regiões de São Sebastião e do Plano Piloto.

Entre os reparos feitos no local – que abriga 88 militares – estão os reforços estruturais em todo quartel, infraestrutura para ar condicionado, substituição das redes hidráulica e elétrica, criação de ambientes para o acondicionamento de materiais operacionais, garagem para comportar novas viaturas.

Galeria de Fotos

GDF entrega policlínica do Corpo de Bombeiros reformada