16/12/19 16:09
Atualizado em 17/12/19 às 13:35

RAs reforçam ações de recolhimento de lixo e entulho

Administrações regionais têm se empenhado no trabalho de melhorias, mas a conscientização da população é crucial para o sucesso do esforço conjunto

Mais de 500 toneladas de lixo foram retiradas em quatro dias | Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

Foram 528 toneladas de entulho recolhidas nos últimos quatro dias na Estância Nova Planaltina. Mas, horas depois, um retorno ao local é suficiente para novo acúmulo de lixo – o descarte em local indevido é algo frequente na comunidade. Diante da situação, a equipe do GDF Presente executou o serviço novamente na manhã desta segunda-feira (16), em parceria com a Administração Regional de Planaltina.

Rejeitos domésticos, animais mortos, móveis, restos de construção e até vaso sanitário compunham as torres de lixo que cresciam ao lado de diversas residências de Planaltina. O administrador da região, Gilson Amorim Sobrinho, diz que a grande preocupação é com os perigos que esse lixo traz aos moradores.

“Eu sinto que estamos enxugando gelo. A população descarta de tudo aqui. Tudo isso causa a proliferação de doenças. Eles têm de cuidar do que é deles”, lamenta o administrador.

“Sinto que estamos enxugando gelo. A população descarta de tudo aqui”Gilson Amorim, administrador de Planaltina

Do local foram retirados, apenas nesta manhã, 132 toneladas de entulho. Esse número equivale a 11 caminhões carregados com doze toneladas cada. A equipe já está há quatro dias no local, ou seja, já são mais de 500 toneladas de lixo retirado nesse período.

Para o descarte correto desse tipo material o Governo do Distrito Federal dispõe do papa-entulhos instalado no Setor de Áreas Especiais Norte de Planaltina. De acordo com o administrador regional, já existem projetos de construção de mais quatro  desses equipamentos de coleta nas comunidades do Vale do Amanhecer, do Jardim Roriz, do Buritis 4 e da Estância Planaltina.

Lixo acumula em poucas horas graças à ação de alguns cidadãos, que descartam rejeitos indevidamente | Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

Cidadãos podem descartar em papa-entulhos até um metro cúbico de resto de obras, podas de árvore, móveis velhos e materiais recicláveis. E, em parceria com o projeto Biguá, da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), o papa-entulhos recebe óleo de cozinha usado. O serviço é gratuito para toda a população.

Galeria de Fotos

Administrações reforçam ações de recolhimento de entulho