16/1/20 17:07
Atualizado em 16/1/20 às 18:09

Sétima arte: filmes rodados de graça em Planaltina

A iniciativa é do Complexo de Cultura da cidade. Desde a última quarta-feira (15), de segunda a sexta-feira, sempre às 12h30, o local torna-se uma sala de exibição

Famílias de Planaltina estão encantadas com a oportunidade de irem ao cinema de graça | Foto: P H Carvalho /Agência Brasília

Em seu último aniversário, quando completou 8 anos, Eduardo Ferreira Campos pediu de presente fazer um programa inédito para ele até então, mas corriqueiro para a maioria das crianças do Distrito Federal: ir ao cinema.

Morador de Planaltina, ele foi com os pais a um shopping no Plano Piloto e adorou a experiência de ver o filme na telona. Na tarde desta quinta-feira (16), a avó Vera Lúcia Ferreira, 60 anos, o levou ao cinema pela segunda vez. Mas, agora, eles não precisaram ir tão longe. A família assistiu ao filme perto de casa, em Planaltina mesmo e o melhor: de graça.

A iniciativa é do Complexo de Cultura da cidade. Desde a última quarta-feira (15), de segunda a sexta-feira, sempre às 12h30, o local torna-se uma sala de exibição. Grandes produções da sétima arte são apresentadas de forma gratuita para a população em uma sala com capacidade para 340 lugares e com som e imagem de alta qualidade.

Eduardo assistiu à produção norte-americana lançada em 2012 Espelho, Espelho Meu. Com a atriz Julia Roberts no elenco, o filme dá uma nova roupagem à história de Branca de Neve. Quem for à sessão desta sexta-feira (17) vai poder acompanhar a comédia romântica Resgate do Coração, de 2019. Os filmes a serem exibidos e a programação do Complexo Cultural de Planaltina podem ser conferidos no perfil do complexo no Instagram (@ccplanaltina).

Todos os filmes têm a classificação livre, ou seja, pode ser um programa para as crianças nas férias. Por enquanto, as sessões de cinema não têm data definida para acabar. O diretor do espaço, Júnior Ribeiro, explica que a ideia é testar a aceitação da comunidade. “A gente vê muita gente descansando nas praças aqui perto e essas pessoas podem aproveitar a hora do almoço para ir ao cinema”, diz.

O Complexo Cultural de Planaltina é o único equipamento público de lazer da cidade de 161 anos que também não tem cinema ou teatro. “Planaltina não tem nada e, infelizmente, quando tem a população destrói”, lamenta Deusdete Misquita, 44 anos, amiga da avó de Eduardo desde a infância. “Recebi um cartaz de que haveria essa exibição e já mandei para ela vir comigo”, disse a doméstica que também levou o sobrinho, Gabriel Gonçalves, 13 anos.

A sala de cinema tem capacidade para 340 lugares, com som e imagem de alta qualidade. Foto: P H Carvalho / Agência Brasília

Vera Lúcia contou que, quando quer ir ao cinema, se desloca para Sobradinho ou para o Plano Piloto. “Moro aqui desde 1982 e Planaltina sempre teve poucas opções de lazer. A mãe do meu neto gostava de ir ao Parque da Cidade quando era pequena. Naquela época eu não tinha carro, ia de ônibus, levava comida para o dia todo porque era muito longe”, lembra. Ela disse que levou o neto porque ele sai pouco de casa. “Falou que é cinema é comigo mesmo. Adorei conhecer”, disse Eduardo.

Cultura em Planaltina

A programação faz parte do ciclo de atividades do Complexo de Cultura de Planaltina, que começou 2020 a todo o vapor. “Com o complexo, Planaltina se firma como Centro de Cultura dinâmico e, mais importante, alcançando áreas que vão do cinema, dança, teatro, até a realização de oficinas necessárias para a revelação novos talentos”, afirma o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

Em janeiro, por exemplo, já houve a pré-seleção do concurso Talentos do Cerrado, nas categorias dança, performance e música, voltado para artistas das regiões administrativas do DF. A final, também aberta ao público, será no próximo domingo (19), a partir das 14h.

São esperadas 15 apresentações, durante as quais serão escolhidos os vencedores em cada categoria. “Haverá uma premiação, mas o nosso objetivo principal é valorizar e incentivar a produção cultural e produção local”, destaca Ribeiro. “Além de oferecer lazer para a população, esse espaço também serve para fomentar a cultura local”, acrescenta.

Além dessas atrações, o Complexo de Cultura de Planaltina oferece diversas oficinas voltadas ao público, como dança, teatro, percussão, artes plásticas e empreendedorismo. Cada oficina dura dois meses, com aulas de duas horas por encontro. As inscrições têm valor simbólico de R$ 10, que são revertidos na aquisição de materiais, e é possível se inscrever a qualquer momento.

O Complexo de Cultura de Planaltina foi inaugurado em novembro de 2018. A obra foi viabilizada por meio de emenda destinada pelo deputado distrital Claudio Abrantes (PDT), líder do governo na Câmara Legislativa. E, em pouco mais de um ano de atividades, o local já recebeu importantes eventos e apresentações. “A cultura modifica a sociedade. Além de enriquecer a alma, também gera empregos e promove o desenvolvimento”, afirma o deputado. “As sessões de cinema são mais uma ótima opção para o morador de Planaltina”, ressalta.

SERVIÇO

Programação das Oficinas

Segunda-feira

Teatro: 19h

Empreendedorismo: o horário será definido a partir do fechamento de turma

Terça-feira

Artes plásticas: 15h30

Percussão: 9h, 14h, 19h

Quarta-feira

Teatro: 19h

Dança: 19h

Quinta-feira

Artes plásticas: 9h30

Sábado

Dança: 10h

O Complexo Cultural de Planaltina fica na Avenida Uberdan Cardoso, no Setor Administrativo, ao lado da Administração Regional e em frente a rodoviária da cidade

Galeria de Fotos

Sétima arte: filmes de graça em Planaltina