1/2/20 10:12
Atualizado em 1/2/20 às 10:12

CEU das Artes da Ceilândia Norte recebe laboratório de robótica

Turmas serão compostas por 25 alunos por turno (matutino e vespertino), com monitores e orientadores

Espaço ofertará aulas de robótica e tecnologia à população em vulnerabilidade social | Foto: Secretaria de Justiça / Divulgação

A comunidade ceilandense é a segunda a receber o laboratório de robótica do programa Passaporte para o Futuro. Inaugurado nesta sexta (30/1) no Centros de Artes e Esportes Unificados (CEU das Artes) de Ceilândia, localizado na QNR 02, o laboratório é uma iniciativa das secretarias de Justiça e Cidadania (Sejus) e de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF (Secti), em parceria com o Instituto Campus Party. O espaço ofertará aulas de robótica e tecnologia à população em vulnerabilidade social.

As turmas serão compostas por 25 alunos por turno (matutino e vespertino), com monitores e orientadores. Os centros de tecnologia conectarão estudantes de 10 a 18 anos que vão aprender a manusear softwares livres e impressoras 3D, conceitos de web design e construção de robôs e drones.

Ao participar da cerimônia de inauguração, o subsecretário de Políticas de Direitos Humanos e Igualdade Racial da Sejus, Juvenal Araújo, anunciou que os CEUs das Artes da QNM 28, em Ceilândia, e o do Recanto das Emas também contarão com os Laboratórios Include. “Essa iniciativa vai permitir que as crianças e adolescentes dessas regiões tenham o primeiro contato com a tecnologia, despertando o interesse deles para esse tema”, explicou.

De acordo com a Secti, nesse primeiro momento o DF terá 13 laboratórios em diferentes regiões administrativas. Mas a expectativa é chegar a 100 unidades nos próximos anos.

O critério de seleção dos estudantes serão os mesmos usados para o Cadastro Único. As vagas serão destinadas para alunos de baixa renda, das quais 50% para o sexo feminino e 50% para o masculino.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas diretamente no CEU das Artes, na QNR 02, em Ceilândia Norte. Ou clicando diretamente aqui.

* Com informações da Secretaria de Justiça e Cidadania