14/2/20 16:31
Atualizado em 14/2/20 às 16:31

Cartão Material Escolar já injetou R$ 13 milhões em papelarias

Número é dos primeiros oito dias. As regiões em que foram registrados os maiores gastos foram Ceilândia, Planaltina e Samambaia, totalizando R$ 5,5 milhões

Os beneficiários do Cartão Material Escolar (CME) que já estão utilizando o benefício do Programa de Benefício Educacional-Social (Pebes) já injetaram R$ 13 milhões na rede de papelarias credenciadas nos primeiros oito dias do programa, lançado pelo GDF no último dia 5 de fevereiro. Isso representa 70,3% do total liberado nesta primeira parcela de recursos investidos no CME. Até o momento foram creditados R$ 18,2 milhões. Cerca de 34.500 cartões foram abastecidos.

O gasto médio das famílias tem sido de R$ 212,83 com a compra de materiais escolares. As regiões em que foram registrados os maiores gastos foram Ceilândia, Planaltina e Samambaia, totalizando cerca de R$ 5,5 milhões injetados na economia dessas localidades.

Veja o balanço completo:

Novos cartões

As famílias que receberam os créditos nesta primeira etapa já estavam no Programa Cartão Material Escolar em 2019 e continuaram beneficiárias do Bolsa Família em 2020. Os cartões foram abastecidos no dia 5 de fevereiro, dia de lançamento do Programa de Benefício Educacional-Social (Pebes), do qual fazem parte també, o Cartão Creche e o Cartão Pequenos Reparos.

Clique para saber mais sobre o PEBES.

Do dia 19/2 ao dia 27/2, as coordenações regionais de ensino (CREs) vão entregar os novos cartões para as unidades escolares. Elas farão a entrega para os alunos ingressantes do CME este ano. Ou seja, aqueles estudantes que entraram na rede entre janeiro de 2019 e fevereiro de 2020.

Os pais ou responsáveis devem buscar o cartão na escola em que o filho mais novo estiver matriculado, no caso de mais de um beneficiado. O crédito será liberado no dia 28 de fevereiro para esses beneficiados.

Além desse segundo crédito, um terceiro está previsto para ser liberado no dia 13 de maio. A Secretaria de Educação vai fazer um terceiro cruzamento de dados – estudantes matriculados e famílias cadastradas no Bolsa Família – para contemplar todos os alunos que ingressaram na rede no início de 2020. A data para a entrega desses novos cartões ainda será definida.

Compras

O Cartão Material Escolar é destinado aos estudantes devidamente matriculados na rede pública de ensino do DF cujos pais ou responsáveis legais sejam beneficiários do Programa Bolsa Família. A consulta dos beneficiários do CME 2020 pode ser feita pela Central de Atendimento 156, opção 2.

As compras devem ser realizadas até o dia 5 de maio, exclusivamente nas papelarias credenciadas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). Os materiais que podem ser adquiridos podem ser verificados na lista de material escolar. Os valores não utilizados serão devolvidos à Secretaria de Educação.

Cerca de 100 mil estudantes da educação infantil, do ensino fundamental e do ensino médio, além de estudantes da educação especial, serão beneficiados. Para a educação infantil, ensino especial e ensino fundamental são liberados R$ 320 por estudante. Para o ensino médio serão R$ 240 por estudante. O total investido no programa é de cerca de R$ 33 milhões.

*Com informações da Secretaria de Educação