18/2/20 15:32
Atualizado em 22/2/20 às 13:09

Carnaval 2020: palco ‘Brasília 60’ promete animar a folia

Veja a programação que terá 20 bandas e artistas locais, além de apresentações das escolas de samba

Em um novo formato que privilegia a segurança e a cultura do Distrito Federal, o Carnaval 2020 contará com um palco exclusivo recheado de atrações locais. Ao todo, 20 artistas e bandas se revezarão no palco ‘Brasília 60’ que será montado no Polo Funarte com capacidade também para receber seis escolas de samba do grupo especial do DF.

A programação traduz o que Brasília tem de melhor: ritmos como frevo, samba, axé e forró animarão os foliões de sábado (22) a terça-feira (25) em uma estrutura completa, com segurança e de fácil acesso.

De acordo com o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues, o Governo do Distrito Federal concentrou esforços para oferecer à população uma festa mais identificada com as manifestações locais, que por si só já refletem a diversidade cultural que torna o Carnaval do DF tão especial.

“Montamos uma estrutura ampla onde ficarão concentrados diversos órgãos do governo que atuarão para garantir que todos possam brincar o carnaval com muita alegria”, comenta.

No palco, estarão presentes bandas e artistas de 12 Regiões Administrativas do Distrito Federal como Ceilândia, Cruzeiro, Guará, Núcleo Bandeirante, Plano Piloto, Riacho Fundo I, Samambaia, Santa Maria, Sobradinho, Sol Nascente/Pôr do Sol, Taguatinga e Vicente Pires. “Teremos um Carnaval que vai mostrar para Brasília e para o Brasil todo o nosso potencial artístico”, diz.

O palco ‘Brasília 60’ também receberá seis escolas de samba que se apresentarão em três dias distintos. O domingo (23), que terá uma programação toda voltada para o samba, recebe as escolas Unidos da Vila Planalto e Bola Preta de Sobradinho.

Na segunda-feira (24), Império do Guará e Aruc prometem animar os foliões. Águia Imperial e Ceilândia e Acadêmicos da Asa Norte fecham o Carnaval de Brasília em grande estilo na terça-feira (25).

Com este novo conceito de carnaval, que divide com a iniciativa privada responsabilidades na organização e financiamento, o GDF economizará recursos para investimento em outras ações e políticas públicas.

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa vai destinar cerca de R$ 1,2 milhão para a realização dos eventos e contará com aporte de R$ 476 mil de patrocinadores.

Carnaval Social

O Carnaval também é uma oportunidade de iniciar o processo de profissionalização dentro da cadeia produtiva da cultura, potencializando a geração de emprego e renda. Essa é a proposta do Carnaval Social, iniciativa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal (Secec) que pelo segundo ano levará a 16 Regiões Administrativas cultura, lazer e capacitação.

Sol Nascente/Pôr do Sol, Ceilândia, Estrutural, Paranoá, Itapoã, Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Varjão, Sobradinho II, São Sebastião, Recanto das Emas, Riacho Fundo e Riacho Fundo II, Porto Rico (Santa Maria), Samambaia e Gama são as cidades que receberão a ação a partir do dia 1º de março.

A bordo de uma carreta equipada com salas de aula, estúdio de gravação e palco, instrutores capacitarão a comunidade em oficinas de DJ, Youtuber e fotografia com telefone celular. Os músicos locais também terão a oportunidade de gravar faixas demo com acompanhamento de técnicos do segmento.

Após os minicursos, que terão emissão de certificado, a carreta do Carnaval Social abre espaço – e microfone – para apresentação de bandas e artistas locais. “Unimos de maneira estratégica dois dos principais eixos da Cultura: as apresentações culturais e a profissionalização”, destaca o secretário de Cultura e Economia Bartolomeu Rodrigues.

A ideia, segundo ele, é capacitar aproximadamente mil pessoas, fortalecendo ainda mais a atividade cultural no Distrito Federal. “Desta forma, ampliamos as possibilidades de geração de emprego dentro deste segmento tão promissor em todo o país, além de valorizar os artistas locais que, muitas vezes, não têm oportunidade para se apresentar em um palco”, pontua.

Brasília. Um Carnaval de Respeito

A fim de conscientizar sobre a importância de brincar o Carnaval com segurança, o Governo do Distrito Federal lançou, nesta terça-feira (18), a campanha ‘Brasília. Um Carnaval de Respeito’. O objetivo da ação, que será veiculada em grandes veículos de mídia e nas redes sociais, alerta para o respeito à mulher, à diversidade, e à vida.

A prática do sexo seguro durante a folia e o combate à perigosa mistura de álcool e direção também são reforçadas nas ações. Outra grande preocupação durante o período das festas carnavalescas é roubo de celular, que vem crescendo em todo o país nos últimos anos. Por isso, a campanha do GDF pede aos foliões para guardarem seus aparelhos em lugares seguros para evitar ocorrências.

Confira a programação completa do palco ‘Brasília 60’

* Com informações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa