20/2/20 15:24
Atualizado em 20/2/20 às 15:24

GDF amplia atendimento em creches no Recanto das Emas  

De 2019 para 2020, o aumento de vagas em seis instituições parceiras do GDF foi de 33%

Mais de 300 crianças foram contempladas com vagas em instituições parceiras do GDF no Recanto das Emas / Fotos: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

Fernanda da Silva, 26 anos, pagava R$ 350 para uma pessoa cuidar de seu filho. Este ano, a vendedora conseguiu uma vaga na creche Sabiá do Campo, localizada no Recanto das Emas e conveniada ao Governo do Distrito Federal. Após dois anos de tentativa, o pequeno Daniel da Silva, 2 anos, recebe todos os cuidados em tempo integral para que a mãe possa trabalhar durante o dia.

“Eu sou a única pessoa que sustenta a casa, então fiquei muito feliz quando conseguimos essa oportunidade, que tentávamos há um bom tempo”, conta. “O dinheiro que eu gastava pagando alguém para tomar conta dele será investido em algo para o meu filho.”

Daniel e mais 300 crianças foram contempladas com matrículas em instituições parceiras do GDF no Recanto das Emas, o que representa um aumento de 33%, em comparação ao ano passado. Na creche Coração de Cristo, por exemplo, o crescimento do número de meninas e meninos foi de 87%, de 2019 para 2020.

87%Percentual de aumento do número de vagas na creche Coração de Cristo, de 2019 para 2020

Adaptações

Segundo o coordenador da regional de ensino local, Leandro Freire, desde 2015 não havia oferta de vagas. “Conseguíamos convocar apenas 200 crianças por ano”, relata. “Essa ampliação veio por conta das adaptações que foram feitas pelas instituições, como reformas e expansão, e pelo maior atendimento nas escolas da rede de quatro a cinco anos abrindo mais vagas em creches”.

Este mês, o GDF lançou o Cartão Creche para 5 mil crianças de até 3 anos e 11 meses. Pais que não têm condições financeiras poderão matricular os filhos em uma creche particular. Cada uma receberá um crédito de R$ 803,57. A Secretaria de Educação (SEE) também criou uma página com as informações do cartão para que a população e os gestores possam ter acesso a todos os detalhes sobre o programa e tirar dúvidas de maneira rápida e simples.

Demanda

Segundo o Conselho Tutelar do DF, a principal demanda atendida é sobre vagas em creches e escolas. Quando não conseguem matricular os filhos, os pais procuram o órgão da cidade onde moram – que, com poder de aplicar medidas para garantir o direito à educação, encaminha uma requisição emergencial à regional de ensino, procedimento que dá às famílias mais pontos em um sistema de contagem e permite que elas passem na frente de outras.

Com a recente iniciativa, o governo espera reduzir o déficit atual de 20 mil pedidos de vagas em creches públicas. O Cartão Creche será um importante suporte para zerar essa demanda. A exemplo do Cartão Material Escolar, que teve 430 papelarias habilitadas para comercializar itens escolares, o credenciamento das creches particulares que participarão do programa também será feito pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

Os proprietários de creches devem se credenciar no Simplifica PJ, que funciona na QI 19, lotes 28, 30 e 32, em Taguatinga, ao lado da Feira dos Goianos. As regras para participação das creches no programa deverão ser publicadas em chamamento público pela SDE nas próximas semanas.

“Além do Cartão Creche, temos a previsão de construção de duas instituições na região, nas quadras 109 e 112”, adianta o coordenador da regional de ensino do Recanto das Emas. “Com isso, esperamos que até o final de ano a gente acabe com a fila de espera”.