20/2/20 10:35
Atualizado em 20/2/20 às 14:51

Projeto da Emater-DF leva benefícios a comunidade rural

De roupas a móveis usados, tudo pode ser trocado entre a comunidade do Núcleo Rural Rio Preto, em Planaltina

Roupas, utensílios domésticos e diversos outros itens podem ser doados e trocados por meio do projeto | Foto: Divulgação / Emater-DF

Um projeto social desenvolvido pelo escritório da Emater-DF no Núcleo Rural Rio Preto, em Planaltina, tem ajudado moradores carentes da região a conseguirem utensílios domésticos e produtos diversos usados no dia a dia. O projeto foi batizado de “Mãos que Doam, Mãos que Recebem”.

Por meio da solidariedade dos doadores, até uma casa já foi construída. A economista doméstica Regina Lima conta que, sensibilizados com uma família que morava embaixo de uma lona, ela e outros extensionistas da Emater foram em busca de moradores da região que tinham sobras de materiais de construção e conseguiram, com a mobilização, ajudar a erguer uma estrutura digna para a família.

“Junto a isso, a gente também recebeu muitas doações de móveis”, relata. “Na época, muitas pessoas que não tinham um lugar para colocar a TV em cima, um guarda-roupas, chegaram no projeto com alguma coisa e trocaram pelos móveis que tínhamos arrecadado.”

Liberdade de troca

O projeto funciona da seguinte forma: todos os produtos doados podem ser trocados sem a necessidade de terem valores parecidos. O importante é levar algo que não é útil a uma pessoa e trocar por algo que terá utilidade para outra. Mesmo quem não leva nada, desde que também precise, pode escolher itens.

“Esse projeto acontece uma vez por mês ou sob demanda”, explica a gerente do escritório da Emater de Rio Preto, Amanda Venturim. “Quando alguém precisa de alguma coisa que a gente sabe que tem lá, a gente leva até a família”. O espaço de trocas funciona nesse escritório.

Toda doação passa por um controle.  “A gente não pensa em simplesmente pegar uma roupa rasgada e doar”, pontua Regina Lima. “A gente quer que essas pessoas da área rural, que precisam, se sintam valorizadas, trocando algo bom, que elas têm e não usam, por outro produto de qualidade”.

Arrecadação

A temporada de arrecadação já começou. Roupas, sapatos, móveis usados, utensílios domésticos e produtos diversos – tudo vira item de utilidade para os moradores da região, que tem 390 propriedades rurais atendidas pela Emater, a maior parte de agricultores familiares.

A comunidade faz o controle das trocas sem a necessidade de ter uma pessoa para mediar. Tudo fica disponível para ser trocado no momento em que chega ao local. “O nosso objetivo é levar empoderamento às famílias, que passam a ter uma roupa nova ou seminova diferente”, lembra Regina. “Frequentemente a gente compra coisas que a gente não usa, então é melhor doar”.

Contato para doações

Interessados em doar podem entrar em contato com o escritório da Emater de Rio Preto pelo telefone (61) 3501-1993 ou, diretamente, com Regia Lima, pelo celular (61) 99913-3273 (Regina). Em alguns casos, doações de roupas, sapatos, móveis, livros e objetos diversos são recolhidas na casa do doador.

* Com informações da Emater-DF