23/2/20 16:26
Atualizado em 24/2/20 às 9:09

Na alegoria das cores dos pássaros do Cerrado

Apaixonados por aves pegam seus bonés e roupas camufladas, além de máquinas fotográficas, e fogem dos festejos indo para o Parque dos Pequizeiros, em Planaltina

Um grupo de pesquisadores, profissionais liberais, ambientalistas e amantes da natureza fugiu neste domingo (23) dos batuques, das plumas e paetês do Carnaval de Brasília e foi curtir a diversidade dos sons e das cores dos passarinhos. São os observadores de aves do Planalto Central (Observaves) que, em parceria com o Brasília Ambiental, promoveram no Parque Distrital dos Pequizeiros (Planaltina) mais uma edição do Vamos Passarinhar nos Parques do DF

Foto: Eduardo Borges/Divulgação

De bonés, roupas leves e camufladas, máquinas fotográficas, binóculos e ouvidos bem atentos, os participantes registram e percebem não tão somente passarinhos, mas toda a biodiversidade do Cerrado. “Particularmente, prefiro olhar e escutar os mais variados cantos das aves”, disse a professora de Alemão e Português Liliane Fagundes, que se juntou ao Observaves pela primeira vez. “Fiquei sabendo por meio de um amigo e gostei muito do grupo”, acrescentou.

Para Eduardo Borges, de 12 anos, que há um ano participa do grupo de observadores, o programa é mais que um ato de fotografar, caminhar ou curtir os parques. “Também é uma forma de preservar o meio ambiente, mostrando toda a nossa fauna e flora, muito rica e que precisa ser cuidada por todos nós”, enfatizou o estudante, que quer exercer no futuro a profissão de biólogo.

Segundo o chefe da Unidade de Educação Ambiental do Brasília Ambiental (Educ), Marcus Paredes, a parceria com o Observaves tem sido bastante exitosa no principal objetivo da ação ecológica: fomentar e sensibilizar quem participa dos eventos no conhecimento e da preservação das espécies do Cerrado. “Não se preserva aquilo que não se conhece. Vimos, cada vez mais, crescer o número de observadores e, com isso, mais protetores ambientais conscientes”, destacou o biólogo, escritor e educador ambiental.

Quinze anos
O fotógrafo Rodrigo Pertoti explica que o objetivo do projeto Vamos Passarinhar nos Parque do DF com o Brasília Ambiental é o de promover a prática da observação de aves na região do Distrito Federal e entorno, capacitando os participantes na identificação das espécies, elaborando listas e registros nas diferentes localidades visitadas e ajudando a população a conhecer as aves e compreender sua importância. 

“Para participar do grupo não é exigida formação acadêmica, basta apenas em se interessar pela observação de aves. Uma oportunidade de trocarmos ideias, conhecermos pessoas e, principalmente, termos contato com a natureza. Sairmos do virtual para o real. Todos são bem-vindos”, concluiu Pertoti.

Foto: Marcelo Sirkis/Brasília Ambiental

O grupo Observaves foi criado em 2005 e desde então realiza periodicamente saídas de campo, também conhecidas como “passarinhadas”, expedições e reuniões entre os membros. Atualmente os participantes se comunicam e interagem através de grupos nas redes sociais, onde todas as atividades são planejadas e organizadas. 

* Com informações do Brasília Ambiental

Galeria de Fotos

Na alegoria das cores e cantos dos pássaros do Cerrado