28/2/20 8:53
Atualizado em 28/2/20 às 12:54

Obra de pavimentação na DF-285 chega a 30% de execução

Aproximadamente 3 quilômetros da via já foram pavimentados. Trabalhos abrangem duas faixas de rolamento, acostamento e ciclovia

Os trabalhos abrangem 10,5 quilômetros entre o final do trecho já asfaltado da via e o entroncamento com a DF-100 | Foto: Divulgação / DER-DF

Em ritmo acelerado, a obra de pavimentação asfáltica de trecho da DF-285, no Programa de Assentamento Dirigido do Distrito Federal (PA-DF), já atingiu a marca de 30% de execução. Os trabalhos vão contemplar 10,5 quilômetros entre o final do trecho já asfaltado da via e o entroncamento com a DF-100. O custo é de R$ 16,2 milhões.

As obras abrangem a colocação de asfalto em duas faixas de rolamento, acostamento e ciclovia. Moradores e produtores rurais da região serão diretamente beneficiados com o escoamento de produção agrícola na área do PAD-DF e Unaí (MG), bem como nas cidades circunvizinhas de Cabeceira Grande, Buriti de Minas e Palmital.

Chuvas não interrompem

 “Apesar do período chuvoso, temos prosseguido na execução da obra”, relata o engenheiro Fabiano Guimarães, do 4º Distrito Rodoviário do Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER-DF). “Sempre há o risco de que este início de ano, quando há muitos episódios chuvosos, desacelere os serviços, mas continuamos, mesmo com ritmo mais lento.”

O ritmo intenso das equipes do DER-DF tem sido notado pela população. “A gente entende que, durante esses dias em que está chovendo, as máquinas trabalhem mais devagar, porque essa região é bem difícil mesmo, mas o importante é que o asfalto vai sair – coisa que esperamos há décadas”, comemora o produtor rural Constantino José da Silva, de 63 anos, que trabalha em um sítio nas imediações e passa constantemente pelo local.

Poeira perto do fim

Atendendo às demandas dos moradores da região, o governador Ibaneis Rocha autorizou também o asfaltamento de 4,9 km da Vicinal 441, no Lamarão. Orçada em R$ 4,7 milhões, a obra já está licitada, em fase de assinatura de contrato. A empresa vencedora foi a NG Sigma, que terá 120 dias para concluir a obra a partir da data de assinatura da ordem de serviço.

O asfalto nesses dois trechos deve alavancar a economia dos produtores dessas regiões, que passarão a gastar menos com combustíveis, manutenção de caminhões e tempo de transporte. Outro benefício importante será a melhor conservação dos produtos, que estragam com o transporte em estradas de má qualidade.

 

* Com informações do DER-DF