3/3/20 15:14
Atualizado em 4/3/20 às 12:10

Cievs ajuda no controle a disseminação de doenças

Centro investiga, notifica e, com apoio de áreas técnicas, busca inibir transmissão de outros danos à saúde, como febre amarela e meningite

O centro oferece canais de comunicação, 24 horas por dia, sete dias por semana | Foto: Geovana Albuquerque / SES

Com a notícia da circulação do coronavírus, o interesse em saber sobre casos notificados e a confirmação ou descarte da doença aumentou e colocou em evidência o trabalho do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs), da Secretaria de Saúde (SES).

O centro oferece canais de comunicação, 24 horas por dia, sete dias por semana, para profissionais e população avisarem sobre casos suspeitos, não só do Covid-19, mas de outras doenças, como meningite, febre amarela, leptospirose e dengue.

“Somos um serviço de epidemiologia de campo”, informa o técnico Mateus de Paula. “Investigamos todos os agravos de notificação imediata e os inusitados”. O centro atua em trabalhos de busca ativa, nas rondas durante fins de semana e nos feriados, quando as vigilâncias epidemiológicas locais não funcionam.

Monitoramento e proteção

Segundo a gerente do centro, Elaine Morelo, durante as visitas, são notificados os casos e colhidos exames do paciente e de todas as pessoas que tiveram contato com ele. “Dentro do Cievs também temos o trabalho de monitoramento – por exemplo, no caso do coronavírus, se há um suspeito em um voo e há passageiros que desembarcaram em Brasília, nós recebemos a lista e entramos em contato com todos eles para avaliar e acompanhar”.

Mateus de Paula ressalta que a importância do trabalho do Cievs também é proteger o não doente. “Por meio do paciente, temos a informação de onde e como ocorreu o adoecimento e, assim, tentar interromper a cadeia de transmissão”, explica.

Rede ativa

O Cievs do DF compõe a Rede Nacional de Alerta e Resposta às Emergências em Saúde Pública, do Ministério da Saúde, que conta com 54 centros ativos em todo o Brasil. Possui representações em 26 estados, uma no Distrito Federal e em um distrito estratégico localizado no município de Foz do Iguaçu (PR).

Contatos com o Cievs podem ser feitos pelo telefone (61) 99221.9439 ou, para notificação de casos suspeitos de diversas doenças, pelo e-mail notificadf@gmail.com.

* Com informações da SES