13/3/20 20:29
Atualizado em 13/3/20 às 20:29

Cartão Material Escolar é creditado nesta sexta-feira (13)

Parte dos beneficiados vai receber agora, parte no fim do mês. Eles saberão por SMS do Banco de Brasília em que grupo estão

| Foto: Mary Leal / Secretaria de Educação

Cerca de 2.500 beneficiários do Cartão Material Escolar (CME) recebem os créditos para gastar em papelarias credenciadas nesta sexta-feira (13), o que totaliza 844 famílias beneficiadas. O valor total liberado é de R$ 782 mil. Essas famílias já poderão utilizar neste sábado (14) os valores para a compra de material escolar. A previsão é de que outros 8.464 mil beneficiários, ou seja, 4.053 famílias recebam os créditos do CME até o final de março.

Nesta sexta-feira (13), o BRB enviou mensagens de SMS para todos os beneficiários do Cartão Material Escolar que receberam os créditos. A partir de segunda (16) serão avisados aqueles que só receberão os valores no final do mês.

É importante que as famílias mantenham os cadastros atualizados, com telefone celular correto, para receber a mensagem. Saldos do cartão podem ser conferidos pelo aplicativo BRB Card pré-pago ou na Central de Atendimento do BRB, pelo telefone (61) 3029-8440, antes da efetivação das compras.

No total, mais de 90 mil beneficiários já receberam os recursos do Programa Cartão Material Escolar, que já reúne R$ 29,9 milhões de investimento. Cerca de R$ 21 milhões foram gastos pelos beneficiários, uma movimentação financeira que contribui para o aprendizado dos estudantes, uma vez que eles têm acesso a materiais escolares para o transcorrer do ano letivo. De quebra, isso ainda movimenta a economia do Distrito Federal.

Atenção

A Secretaria de Educação alerta para o fato de que quem já recebeu os valores precisa utilizá-los o mais brevemente possível nas papelarias credenciadas pelo programa. Os recursos não utilizados retornam à SEEDF.

As compras devem ser realizadas até 5 de maio. Além disso, é proibida a compra de outros artigos não constantes na lista de material divulgada pela SEEDF. O beneficiário pode perder o cartão caso o utilize de maneira irregular.

Os empresários participantes do programa também devem ficar atentos. Sofrerão punições as papelarias credenciadas que descumprirem as regras estabelecidas pela Secretaria de Educação e pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, podendo até mesmo ser suspensas do programa.

Nenhum estudante será prejudicado com as mudanças que tiveram de ser realizadas no cronograma do CME.

A Secretária de Educação realiza, em parceria com outros órgãos do Distrito Federal e por amostragem, visitas às papelarias credenciadas para verificar se o cartão tem sido utilizado de maneira correta por papelarias e beneficiários. A medida visa evitar possíveis fraudes ao programa.

 

* Com informações da Secretaria de Educação