13/3/20 17:46
Atualizado em 15/3/20 às 10:15

Serviço de poda de árvores aumenta 73,5% no DF

Com reforço das equipes, que passaram de 12 para 24 em fevereiro deste ano, ações são ampliadas em toda a região

As podas são necessárias quando os galhos das árvores passam a oferecer riscos à rede de energia elétrica | Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

O serviço de poda de árvores da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) aumentou 73,5% no Distrito Federal. Segundo o órgão, em fevereiro deste ano, foram feitas 10.511 intervenções. Já em 2019, 6.057 demandas foram atendidas. O crescimento ocorreu devido ao reforço de equipes de trabalho, que passaram de 12 para 24. A previsão é de que na próxima semana mais 13 grupos participem do serviço.

De acordo com o diretor do Departamento de Parques de Jardins, Raimundo Silva, as empresas terceirizadas entraram em ação justamente para atender aos casos de urgência e emergência pendentes. “Estávamos com um número de equipe deficiente e, após dois anos sem contrato, conseguimos admitir essas equipes e colocar o serviço em dia”, lembra. “Queremos atender a todas as pendências de risco antes do período chuvoso”.

Na capital, há 5 milhões de árvores. Desse total, 1,5 milhão se encontram no Plano Piloto, primeira região a receber o serviço, seguida de Lago Sul, Ceilândia, Brazlândia, Guará, Núcleo Bandeirante, Candangolândia, São Sebastião e Jardim Botânico.

Após o processo de poda dos galhos, os profissionais recolhem o material e transportam para o viveiro da Novacap. Lá, a galhada é triturada até virar serragem. Do pó de serra é feita a compostagem (adubo) para ser utilizada no próprio viveiro e no plantio de árvores na cidade, bem como na agricultura familiar, por meio de uma parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do DF (Emater-DF). As madeiras são estocadas e vendidas em leilões públicos.

Solicitação

Raimundo Silva pontua que, por determinação dos órgãos controladores, todas as solicitações de podas de árvores têm que ser demandadas via ouvidoria. O órgão tem até 60 dias para efetuar a avaliação “Após a solicitação, é feita uma vistoria de um engenheiro florestal e uma avaliação para caracterizar se o atendimento deve ser normal, de emergência ou de urgência”, informa.

Para solicitar o serviço, basta fazer o cadastro e registrar a manifestação pelo site Ouv-DF. Também é possível fazer o pedido pelo número 162 ou 3403-2626. Para acompanhar a demanda, é preciso ter a senha de acesso ao sistema recebida no ato do registro da manifestação e o número do protocolo. Também é possível fazer o registro presencialmente. Para tanto, cada órgão público conta com uma ouvidoria especializada.

Bioma Cerrado

Quem pretende plantar em área pública precisa pedir autorização à Novacap. A companhia, porém, alerta: árvores que não são específicas para o solo do DF podem criar inúmeros problemas, como doenças, pois um exemplar transmite para outro, assim como ocorre com seres humanos. Há espécies que sugam mais os minerais do solo, tornando-o improdutivo.

A Novacap informa, ainda, que não faz podas de árvores em áreas privadas e nem em órgãos públicos que têm contrato específico para esse tipo de serviço – exceto em casos de risco de desabamento que resulte em ação da Defesa Civil.

As equipes de podas da Novacap também não podem executar podas em rede de energia elétrica ou a cinco metros, dela por questão de segurança. Quem faz esse serviço é a Companhia Energética de Brasília (CEB).

Arte: Agência Brasília