24/3/20 17:54
Atualizado em 24/3/20 às 18:58

Coronavírus: orientações para quem tem pets

Pet shops funcionam normalmente. Tutores devem ficar atentos às recomendações para passear com os bichinhos

Pandemia de coronavírus alterou a rotina de donos de cães e gatos | Foto: Joel Rodrigues / Agência Brasília

Apesar da restrição do funcionamento de estabelecimentos comerciais no Distrito Federal, os pet shops da capital funcionarão normalmente desde que, para realizar banho e tosa, os proprietários dos locais busquem e levem os animais. Além de garantir a higiene dos bichinhos domésticos, o lazer de cães, gatos e outros não está proibido, mas é preciso ter atenção redobrada.

Segundo o gerente substituto de Vigilância Ambiental de Zoonoses, da Secretaria de Saúde, Laurício Monteiro, os tutores devem ficar atentos às recomendações que evitam a proliferação do coronavírus, mas sem deixar de dar atenção aos animais.

“O ideia é passear com os animais rapidinho e tomando todos os cuidados, como evitar aglomerações, lavar bem as mãos, usar álcool em gel. A preocupação é com o ser humano e, se eles estão bem protegidos, os bichinhos também estarão”, ressalta.

Monteiro reforça que os animais de estimação não correm o risco de contrair ou transmitir o novo coronavírus. “Essa doença é bem conhecida na medicina veterinária, porém é algo da própria espécie. O novo coronavírus é uma evolução e, por enquanto, não há evidências de que os pets adoeçam ou propaguem a doença”, explica.

Mudança de rotina

A rotina da tutora Veronica Barroso, 54 anos, mudou desde a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia mundial. A servidora pública saia para passear todos os dias com seus dois yorkshires, Nick, 7 anos, e Bob, 4 anos.

Mas, devido às recomendações de evitar sair de casa e aglomerações, a moradora da Asa Sul decidiu alterar seus hábitos para prevenir a proliferação da doença.

“Saímos pela manhã e à tarde. Eu os deixava bem à vontade, sem coleira. Depois de todo esse problema, eu saio apenas uma vez tomando todos os cuidados necessários. Tento dar mais atenção e ter mais paciência para aliviar o estresse e agitação deles. Uma coisa que os deixa mais tranquilo é ficar olhando pela janela”, comenta Verônica.

Caso o tutor seja infectado, a recomendação é ficar em isolamento, adotando as medidas necessárias para não transmitir a doença para familiares, amigos ou colegas. “É importante continuar dando atenção aos animais, praticando uma guarda responsável. Uma alimentação saudável e garantir que todas as vacinas estejam em dia, garante a imunidade alta do seu bichinho”, enfatiza.

Hospital Veterinário

O Hospital Veterinário Público (Hvep) está atendendo a apenas casos de emergência até 5 de abril. Consultas eletivas estão temporariamente suspensas. Segundo a unidade, em dias normais há uma grande concentração de pessoas, o que potencializa o risco de transmissão do coronavírus.

O horário de triagem dos atendimentos de urgência também foi reduzido para o período de 8h às 13h. As medidas previstas na instrução normativas GDF poderão ser reavaliadas a qualquer momento.

O Hvep está localizado no Parque Lago do Cortado, em Taguatinga Norte. O acesso pode ser feito pela QNF 14, ao lado do prédio do Serviço Social da Indústria (Sesi-DF).