27/3/20 11:44
Atualizado em 27/3/20 às 12:18

Empresários doam frascos de álcool 70%

Proprietários de lojas de cosméticos entregaram mais de 100 litros do produto a órgãos do GDF

Todos os órgãos do Governo do Distrito Federal costuram parcerias para ajudar na prevenção ao novo coronavírus. Nesta quinta-feira (26), a Associação dos Empresários das Lojas de Cosméticos, atendendo a um apelo da Casa Civil do DF, doou mais de 100 litros de álcool 70% à Secretaria de Educação e anunciou que os empresários do setor vão vender a preço de custo todos os produtos de prevenção à Covid-19.

“Neste momento é um dever de todos ajudar a conter essa pandemia”, afirmou empresário Edson Felipe Barreiros. Segundo ele, a iniciativa reúne mais de 70 lojistas do setor. “O governo fez a parte dele e reduziu o ICMS e, como estamos abrindo os estabelecimentos, decidimos vender álcool, máscaras e luvas com zero de margem de lucro líquido”, detalhou.

As doações foram entregues à Fábrica Social, que organiza a distribuição dos produtos para as regionais de ensino. “Vamos usar tudo na prevenção das equipes que trabalharão na entrega de 20 mil cartões alimentação creches, na próxima semana”, explica a subsecretária de Integração Social, Thereza Delamare.

Barreiros contou que a associação também vai doar ao governo mais 2,5 mil máscaras, que serão entregues na próxima semana para reforçar a atuação da Secretaria de Saúde.

Bolsa creche

Em entrevista à Agência Brasília, o secretário de Educação, João Pedro Ferraz explicou que na próxima semana serão distribuídos cerca de 20 mil cartões-auxílio alimentação/creche. “Vamos entregar todos às 14 regionais de ensino e cada regional ficará responsável pela distribuição”, detalhou.

A pasta organiza a distribuição para que não haja aglomerações de pais e responsáveis. “Vamos organizar essa distribuição durante seis dias, com escalas para não formar filas”, explicou o gestor. Segundo ele, ainda na próxima semana, após a distribuição de todos os benefícios, os valores serão creditados. “BRB vai carregar esses cartões com o valor de R$ 150 por mês para cada criança”.