28/3/20 9:47
Atualizado em 28/3/20 às 9:47

Lucro líquido da CEB em 2019 foi de R$ 119 milhões 

Fatores como o Programa Recupera, que renegociou dívidas vencidas, contribuíram para o fato. Só o segmento de geração de energia obteve resultado de R$ 47,7 milhões

A Companhia Energética de Brasília (CEB) divulgou, na manhã desta sexta-feira (27), os resultados do balanço financeiro de 2019 das empresas do Grupo CEB.  

As informações, divulgadas em uma entrevista coletiva por videoconferência, demonstram que em 2019 o lucro líquido consolidado do Grupo CEB foi de R$ 119.045 milhões (contra R$ 89.972 milhões em 2018). 

Foto: Gilberto Alves/CEB

O segmento de geração de energia obteve resultado positivo: a CEB Lajeado apurou lucro de R$ 38,4 milhões; a CEB Geração, de R$ 9,3 milhões. A CEB Participações, por sua vez, lucrou R$ 15,6 milhões. As empresas não controladas Corumbá 4 e o Corumbá 3 obtiveram lucro de R$ 6,6 milhões e R$ 7,6 milhões, respectivamente. 

O segmento de distribuição também obteve resultado positivo em 2019, com lucro de R$ 41,9 milhões. Em 2018, o prejuízo havia sido de R$ 33,8 milhões.

O resultado dos anos de 2018 e 2019, quando comparados, apresenta um aumento de R$ 33.696 milhões no lucro do Grupo CEB 

Vale ressaltar: a CEB Geração vendou em 2018 um terreno por mais de R$ 70 milhões, o que impactou positivamente em resultado econômico não recorrente no balanço daquele exercício.

Programa Recupera
Uma soma de fatores é responsável pelo resultado positivo da CEB Distribuição, apesar do desequilíbrio econômico-financeiro que a empresa ainda enfrenta, como explicou o presidente da CEB, Edison Garcia. 

O Programa Recupera, por exemplo, repactuou dívidas vencidas de energia em até 60 meses da ordem de R$ 103 milhões, dos quais arrecadou R$ 25,5 milhões em 2019.  

Além disso, houve redução das despesas operacionais (pessoal, material,  serviço de terceiros e outras despesas correntes), além de estancamento de prejuízos na Rede Básica de Brasília Leste e ganhos na comercialização de energia.

A CEB Holding também realizou captações com a finalidade de aportar capital na distribuidora. Em junho, as captações financeiras junto ao Banco de Brasília (BRB) foram nos valores de R$ 24,6 milhões e R$ 7,6 milhões. 

Estamos orgulhosos com o resultado (...) Mas o lucro ainda é muito aquém do que a companhia precisa sanear as suas contasEdison Garcia, presidente da CEB

Em dezembro, foram realizadas duas novas captações, uma no valor de R$ 24 milhões com o BRB e outra no valor de R$ 70 milhões com a China Construction Bank (CCB). Além destes recursos a Holding aportou com recursos próprios mais R$ 46,8 milhões, totalizando aportes na CEB Distribuidora da ordem de R$ 173 milhões.

“Estamos orgulhosos com o resultado obtido, fruto de grande esforço da diretoria, conselheiros e empregados da Companhia. Mas precisamos entender que o lucro de R$ 41, 9 milhões ainda é muito aquém do que a Companhia precisa de imediato para sanear as suas contas e fazer os investimentos necessários”, alertou o presidente da CEB, Edison Garcia.

* Com informações da CEB