30/3/20 20:00
Atualizado em 30/3/20 às 20:30

GDF recebe doações de supermercados, empresas e atacadistas

Primeira parte da operação, que envolveu a participação do setor produtivo, foi nesta segunda. Nas próximas semanas serão recolhidos os produtos doados pela sociedade civil

Pandemia de coronavírus gera onda de solidariedade e movimenta vários setores do DF | Foto: Mateus Amorim / Agência Brasília

Uma corrente de solidariedade abraça todo o DF neste momento. Em tempos de calamidade pública, trata-se de uma grande demonstração de união e espírito coletivo, com pessoas ajudando com tudo a que têm alcance. Vale um sabonete, alguns frascos de detergentes, embalagens de desinfetantes, água sanitária, papel higiênico e outros itens.

Todos esses produtos de limpeza e higienização fazem de campanha de solidariedade que vem movimentando o GDF, a sociedade civil e o setor produtivo, este último representado pelos donos de supermercados e atacadistas da cidade (veja mais no vídeo abaixo).

“É uma satisfação fazer parte desta campanha que já é um sucesso, já arrecadamos muito, Brasília é uma cidade muito solidária”, festeja a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani. “É muito importante receber esses produtos nesse momento que estamos vivendo.”

Assista ao vídeo:

Junto a outros representantes do GDF, a titular da Sejus faz parte de uma comissão que vem recebendo e vai coordenar as doações ou recursos usados no combate ao novo coronavírus na capital, conforme decreto publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) na última terça-feira (24).

Campanha geral

Nesta segunda-feira (30), parte dessas doações feitas pelos empresários foi depositada em um galpão do Setor de Indústria e Abastecimento (SAI) pertencente à Secretaria de Economia. Nos próximos dias serão recolhidas doações feitas pelos clientes dos quase 130 estabelecimentos que participam do projeto. Desde o dia 21 deste mês, cada um desses comércios exibe, logo na entrada de suas lojas, um grande cartaz azul, convidando a clientela a aderir à campanha.

Para o presidente da Associação Brasiliense de Supermercados e do Sindicato dos Supermercados do DF, Gilmar Pereira, o momento é de união. “De coração, cada um pode deixar sua contribuição”, convida. “Essa união dos supermercadistas e da sociedade tem mostrado como as pessoas são boas, se unindo para suprir o necessitado.”

A expectativa é de que a campanha se estenda pelos próximos 90 dias. Vai depender do avanço da pandemia no DF. A próxima etapa da operação, que ainda não tem data marcada, se resumirá na gestão dos produtos, com a distribuição dos mantimentos de limpezas e higienização para entidades e pessoas carentes do DF.

“Muitas famílias e instituições serão beneficiadas, é só o começo de uma grande campanha”, reforça Marcela Passamani.

Chocolates e máscaras

Também nesta segunda, uma empresa do ramo de chocolates deu sua contribuição em forma de homenagem: doou bombons e outros produtos à base de chocolate aos profissionais que atuam na Região de Saúde Sudoeste.

“Essas pessoas estão dedicando as suas vidas [ao trabalho] neste momento em que o país todo precisa, e esse é um pequeno reconhecimento diante do esforço de todos esses profissionais”, ressalta a coordenadora de lojas da Cacau Show, Apoliana Santos.

Empresas de diversos ramos se envolveram na força-tarefa de doações | Foto: Mateus Amorim / Agência Brasília

Outra ação que mostra o engajamento da população à causa partiu de uma empresa que desenvolveu um protótipo de máscara de acrílico para reforçar a proteção dos profissionais de saúde. Foram doadas 30 unidades desses equipamentos, também chamados escudos ou protetores, a profissionais do Hospital Regional de Taguatinga.

 

* Com informações da Secretaria de Saúde (SES)

Galeria de Fotos

GDF recebe doações de supermercados, empresas e atacadistas