16/4/20 18:48
Atualizado em 16/4/20 às 18:54

Samambaia tem reforço de ações de combate ao Aedes aegypti

Equipes dos programas GDF Presente e Sanear-DF eliminaram focos de proliferação do mosquito transmissor de doenças com recolhimento de lixo, entulho, inservíveis e carcaças

| Foto: Divulgação

As ações de combate ao mosquito Aedes aegypti no Distrito Federal não param. Em Samambaia, uma das maiores regiões administrativas da capital, os esforços reúnem serviços de recolhimento de lixo, entulho, inservíveis e carcaças pelos programas GDF Presente e Sanear-DF. Nesta semana foram retiradas das ruas 920 toneladas de possíveis focos, incluindo 28 sucatas de veículos abandonados em 11 pontos.

Os serviços foram executados em pontos mapeados a partir de demandas encaminhadas pela população por meio da Ouvidoria do GDF, como nas quadras 106, 108, 119, 321, 410,  421, 425, 1.033, e nas Áreas de Desenvolvimento Econômico nas alturas das QR 506 e 508. O trabalho é feito em parceria entre a Administração Regional de Samambaia, as Secretarias das Cidades e de Governo e o Polo Oeste do GDF Presente, com apoio do DF Legal, do Departamento de Trânsito (Detran-DF), do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), da Companhia Urbanizadora da  Nova Capital (Novacap) e da Polícia Militar (PMDF).

Na quadra 119, o vigilante Marcelo Almeida diz nem se lembrar mais quando a primeira sucata passou a fazer parte do cenário da vizinhança. “Quando percebemos, o carro já tinha sido abandonado e estava lá, acumulando água”, observa. O homem de 37 anos defende a importância de manter ações   contra a proliferação do mosquito, que também transmite outras doenças, como zika, chikungunya e febre amarela.

| Foto: Divulgação

“Tive dengue no ano passado e posso dizer que não desejo a ninguém. É melhor todo mundo ajudar a combater os focos dentro de casa e fora dela”, aconselha.

Segundo o último boletim epidemiológico da Subsecretaria de Vigilância à Saúde, Samambaia tem alta incidência de dengue, com 360,88 casos a cada cem mil habitantes.

Força-tarefa

O administrador de Samambaia, Gustavo Aires, conta que a cidade segue firme no enfrentamento ao Aedes aegypti, sem deixar de lado os cuidados com o coronavírus. “A equipe de divisão de obras não parou de trabalhar para deixar a cidade limpa e evitar o acúmulo de água, para que não haja proliferação de focos. A força-tarefa, aliada ao GDF Presente e ao Sanear-DF, veio para reforçar isso”, afirma.

O órgão vistoria e mapeia locais como paradas de ônibus, lotes vazios e edificações abandonadas.  Além disso, promove campanhas de conscientização da população. “A sociedade jamais pode esquecer da situação da dengue, que mata e é enfrentada todos os anos. Para vencer, precisamos de todos envolvidos”, incentiva.

| Foto: Divulgação

Coordenador do Polo Oeste do GDF Presente, Elton Walcacer diz que as ações fazem parte da solução das demandas dos moradores da região. O recolhimento de lixo e entulho ocorre diariamente, junto com a limpeza de pontos de ônibus. Durante a semana também foi executada uma operação tapa-buracos em pontos como a QN 1 e as QS 314 e 502.

Gerente de Serviços da Secretaria das Cidades, Devanir Martins Lopes conta que o objetivo é uma força-tarefa para desobstruir espaços ocupados de forma irregular pelas sucatas e eliminar focos de acúmulo de água. Ele revela que os materiais foram levados ao depósito do 3º Distrito Rodoviário do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) para posterior definição de destinação.