18/4/20 13:00
Atualizado em 18/4/20 às 13:00

Isabela Colepicollo: dançarina das curvas da capital

Metade da vida de Isabela Colepicollo foi vivida em Brasília, a cidade que a bailarina sente como seu verdadeiro lar

3dias para os 60 anos de Brasília

Em homenagem à capital federal, formada por gente de todos os cantos, a Agência Brasília está publicando, diariamente, até 21 de abril, depoimentos de pessoas que declaram seu amor à cidade.

| Foto: arquivo pessoal

“Moro em Brasília há 14 anos e amo esse Quadradinho. Brasília é movimento: suas curvas arquitetônicas, suas tesourinhas, seus três milhões de moradores indo e vindo, seus ipês frondosos… tudo isso é muito acolhedor e me faz sentir uma sensação de paz.

Apesar de não ser filha de Brasília, cheguei aqui com pouca idade e já sinto uma forte sensação de pertencimento. Morei na cidade de São Paulo por um ano, mas, ao retornar, percebi que aqui é meu verdadeiro lar.

Não há lugar no mundo que nos presenteie diariamente com este céu. Durante a semana, precisamente às 17h30, paro tudo o que estou fazendo e vou para a janela contemplar o entardecer.

Aos finais de semana aproveito os bares e festas com meus amigos, exploro os pontos turísticos, respiro o ar puro que os parques oferecem e sempre busco lugares que me aproximem da natureza.

Quando preciso me desconectar um pouco, gosto de ver o pôr do sol pertinho do Lago Paranoá. A imensidão e a beleza do céu fazem desse momento um evento inesquecível.

Neste aniversário de 60 anos de Brasília, nós, jovens, esperamos que ela nos abrace, sempre que necessário, e cuide de nós. Queremos um cantinho seguro para viver, repleto de oportunidades e de espaços comuns a todos.”

Isabela Colepicollo tem 21 anos. É dançarina e estudante de Psicologia, e mora em Águas Claras