7/5/20 17:12
Atualizado em 7/5/20 às 19:30

Do Planetário ao Cine Drive-In: conheça a cultura de Brasília sem sair de casa

Nesta sexta-feira (8), Dia Nacional do Turismo será celebrado em tour virtual produzido pela Setur-DF

Cine Drive-In é o único do gênero em toda a América Latina | Foto: Luís Tajes / Setur-DF

No dia 8 de maio, o Brasil celebra o Dia Nacional do Turismo. Neste momento em que não é possível visitar Brasília presencialmente, a Secretaria de Turismo (Setur-DF) convida toda a população a vivenciar as atrações culturais de Brasília sem sair de casa. O tour virtual está acessível permanentemente no site da pasta (clique aqui).

Com 60 anos desde a sua criação, a capital federal é hoje um grande mosaico, formado pelas expressões culturais mais diversas, de todas as regiões do país. A capital federal respira cultura e se transformou em um grande palco para festivais nacionais e internacionais, além de reunir o melhor da produção cultural brasileira, com exibições, mostras e exposições.

Apesar de reunir tanta diversidade, Brasília tem uma identidade ímpar. A capital federal mantém, desde 1973, o Cine Drive-In, único do gênero em toda a América Latina.

Atualmente, diante das medidas de restrição de circulação adotadas contra o coronavírus, ele é um dos poucos cinemas em funcionamento no país, já que as pessoas assistem aos filmes de dentro de seus carros, com uma distância considerada segura por especialistas, e adotou medidas especiais de higiene. A capacidade também foi reduzida de 400 para 200 carros, a fim de respeitar o distanciamento e trazer segurança aos usuários.

Além da projeção de filmes, o espaço é muito apreciado para quem gosta de contemplar as estrelas. Para quem não está em Brasília, o Cine Drive-In pode ser visitado de qualquer lugar do mundo através de celulares, computadores ou tablets.

Foto: Luís Tajes / Setur-DF
Planetário de Brasília: ipês são um dos principais atrativos naturais de Brasília | Foto Luís Tajes/Setur-DF

O cinema faz parte da Rota Cultural do Tour Virtual de Brasília, criado em abril deste ano pela Secretaria de Turismo do DF em celebração aos 60 anos da cidade. “Nós ficamos muito felizes de o Cine Drive-In fazer parte do tour virtual. Ele é patrimônio cultural da cidade e um ponto turístico muito relevante, pois no Brasil só existe ele. Também fica localizado em uma área privilegiada da cidade”, conta a administradora do cinema, Marta Fagundes.

Ao todo, dez atrativos culturais brasilienses estão disponíveis na rota cultural. O acesso é feito por meio da plataforma Google Earth e a ideia é impulsionar o turismo nos atrativos de Brasília e das regiões administrativas do DF.

A secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça, destaca que as viagens virtuais são uma nova maneira de vivenciar as cidades. “Estamos passando por um momento de mudanças em todos os setores, e no turismo não é diferente. Essa é uma forma muito criativa e inovadora que encontramos de nos adequar a este novo mundo, que apresenta novas necessidades, sem deixar de lado a cultura, que é tão essencial para o bem-estar de todas as pessoas. O turismo está se reinventando e estamos atentos e acompanhando todas as mudanças”, disse.

Astros

O Planetário de Brasília é mais uma alternativa diferenciada para quem gosta de contemplar o céu. As estrelas e os planetas podem ser vistos na sala de projeção, mesmo durante o dia ou quando há muitas nuvens.

O local também funciona como um centro científico, histórico e de entretenimento. Na visita virtual, o espetáculo fica por conta da arquitetura moderna. O edifício – que se assemelha a um disco voador pousado em pleno Eixo Monumental – foi projetado em 1974 pelo arquiteto Sérgio Bernardes, um dos principais nomes da segunda geração modernista brasileira.

Além do cinema e do planetário, o tour cultural permite ver de perto exposições realizadas no Centro Cultural Banco do Brasil e outros museus. Cada local visitado durante o tour tem um texto descritivo que conta a sua história.

Outro destaque da Rota Cultural que só Brasília tem é o Espaço Cultural Renato Russo, considerado o principal reduto da juventude brasiliense a levar o nome do líder da lendária banda local Legião Urbana. Sua fachada exibe obras coletivas de grafite assinadas por artistas urbanos da cidade, e seu interior dispõe de galerias de arte e salas de teatros para apresentações artísticas e culturais diversas, além de eventos, encontros e festivais.

No contexto da cena musical, o Espaço Cultural do Choro de Brasília é referência internacional do gênero, quem tem origem brasileira. Além de receber grandes espetáculos, o local abriga a Escola de Choro Raphael Rabello, dedicada exclusivamente ao estilo.

O prédio possui dois mil metros quadrados de área construída e foi projetado por Oscar Niemeyer (1907-2012). O Choro feito em Brasília percorre os cinco continentes, e desperta o interesse de universidades, escolas e festivais pelo mundo inteiro.

“Esse momento de confinamento nos ajuda a refletir e mostra que ninguém pode viver sem a cultura, sem um livro, um filme ou uma música. Ela é uma necessidade real do ser humano. Nesse contexto, o Clube do Choro vem realizando um trabalho especialmente importante no fortalecimento das nossas instituições. No Clube do Choro e na Escola Raphael Rabello colocamos em destaque a nossa gente, os nossos autores, a nossa cultura genuína”, explica o jornalista e presidente do clube, Henrique Santos, conhecido como Reco do Bandolim.

Conheça os 10 pontos turísticos disponíveis no Brasília Tour Virtual:

Complexo Cultural da República

Formado pela Biblioteca Nacional e pelo Museu Nacional, fica localizado no ponto central da cidade e é considerado um dos principais polos de cultura de Brasília.

A arquitetura moderna do Museu Nacional marca a paisagem com suas formas, que parecem saídas de um filme de ficção científica. É considerado uma das últimas obras projetadas por Oscar Niemeyer e foi inaugurado no dia do aniversário do arquiteto, em dezembro de 2006.

Teatro Nacional Cláudio Santoro

É um dos principais templos culturais de Brasília, e seu nome é uma homenagem ao compositor e maestro brasileiro fundador da renomada Orquestra Sinfônica de Brasília. Sua fachada exibe a maior obra de arte integrada à arquitetura no país, o painel intitulado “O Sol faz a festa”, formada por blocos de concreto de diferentes tamanhos.

Complexo Cultural da Torre de TV

A Torre de TV oferece uma impressionante vista panorâmica de Brasília e é um dos monumentos mais visitados da cidade. Projetado pelo arquiteto Lucio Costa e inaugurado em 1967, o complexo conta com uma tradicional feira de artesanato e comidas típicas, além de servir como palco para grandes shows e outras expressões culturais.

Em frente à Torre de TV há uma fonte luminosa multicolorida.

Clube do Choro

O Clube do Choro de Brasília é palco dos mais importantes instrumentistas do país, reconhecido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional como patrimônio cultural imaterial de Brasília e do Brasil.

Planetário

O Planetário de Brasília oferece ao público uma experiência inesquecível pelo espaço sideral e pela criação do universo. O edifício, que se assemelha a um disco voador pousado em pleno Eixo Monumental, foi projetado pelo arquiteto Sérgio Bernardes em 1974.

Cine Drive-In

Inaugurado em 1973, o Cine Drive-In é o único do gênero em funcionamento na América Latina e tem capacidade de receber até 400 veículos por sessão. O cinema possui a maior tela de projeção cinematográfica do país, com 312 metros quadrados. Além de patrimônio cultural, o Cine Drive-In é considerado patrimônio afetivo de Brasília.

Cine Brasília

Inaugurado em 1960, o Cine Brasília é palco do tradicional Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, o mais antigo do gênero no país. O edifício de beleza monumental também foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer para receber grandes encontros e festivais ligados à sétima arte.

Além da exibição de filmes, o Cine Brasília também recebe apresentações da Orquestra Sinfônica de Brasília. O Cine Brasília tem capacidade para 600 espectadores por sessão e exibe em seu interior um grandioso painel do artista Athos Bulcão.

Espaço Cultural Renato Russo

Sua fachada exibe obras coletivas de grafite assinadas por artistas urbanos da cidade. O Espaço Cultural Renato Russo dispõe de galerias de arte e salas de teatros para oferecer ao público apresentações artísticas e culturais diversas, além de eventos, encontros e festivais.

Centro Cultural Banco do Brasil

O CCBB Brasília é uma das mais visitadas instituições culturais do país. O moderno centro projetado por Oscar Niemeyer oferece exposições, espetáculos teatrais, shows musicais e festivais de cinema de altíssima qualidade.

Os espaços ao ar livre recebem exposições interativas, enquanto seus gramados são ocupados pelo público para diversas práticas, tais como yoga, piqueniques e as mais variadas atividades coletivas.

Devido à sua privilegiada vista para o horizonte, o CCBB foi escolhido como palco da Meditação da Lua Cheia, um evento que recebe mensalmente dezenas de pessoas para contemplar a lua cheia e o mais belo céu do país.

Centro Cultural da Caixa

A Caixa Cultural é um dos principais centros de arte e cultura de Brasília. O complexo cultural possui amplas galerias de arte, teatro, jardim de esculturas e um impressionante átrio de vitrais composto por 24 obras.

Assinados pelo artista Lorenz Heilmair, os vitrais são a marca registrada do moderno edifício projetado pelo arquiteto João Diedman e representam os estados brasileiros, seus costumes e sua gente, uma homenagem da instituição ao povo brasileiro.

 

* Com informações da Secretaria de Turismo