12/5/20 16:26
Atualizado em 12/5/20 às 16:46

Duzentas máscaras laváveis são doadas ao Sistema Penitenciário

Corrente do bem organizada por aposentada da Secretaria de Educação já entregou 1,5 mil máscaras para instituições de caridade e asilos

Uma corrente do bem se formou desde que o cenário pandêmico se instalou no Distrito Federal. São várias iniciativas e pessoas dispostas a contribuir. Assim foi com Zenaide Ferraz, uma senhora de energia e alegria incríveis. 

A corrente do bem iniciada pela aposentada da Secretaria de Educação já doou cerca de 1,5 mil máscaras a instituições e asilos. Na segunda-feira (11), foi a vez da Subsecretaria do Sistema Penitenciário: 200 máscaras foram entregues às unidades prisionais.

“A iniciativa da Dona Zenaide e da filha nos deixa muito satisfeitos. Estamos fazendo de tudo para conseguir cessar o contágio nas unidades prisionais, buscando alternativas para preservar o agente e dar o tratamento adequado aos internos. Uma doação como essa contribui muito com isso”, contou o coordenador-geral da Sesipe, o delegado Érito Pereira.

Zenaide conta com o apoio da filha, a servidora pública Viviane Ferraz. “Ela que faz as compras com a ajuda de uma costureira e leva as máscaras até as instituições, já que não posso sair de casa”.

As máscaras são feitas por doze costureiras. Elas são moradoras de Taguatinga, Brazlândia, Guará, Samambaia e São Sebastião. O material para confecção é doado por amigos. “Não sei costurar, mas me movimentei e fui falando com vários amigos e conhecidos. Quem sabia costurar, se dispôs a fazer as costuras e outros fazendo doações. Foi um projeto que começou com o coração, sem muito planejamento, mas que está sendo muito gratificante”, disse Zenaide.

As máscaras já foram doadas para o Lar dos Velhinhos, Hospital São Vicente (Taguatinga), Hospital Regional de Brazlândia, Unidade de Pronto Atendimento(UPA)de São Sebastião, Unidade de Oncologia do Hospital regional de Taguatinga (HRT) fazem as máscaras.

* Com informações da SSP/DF