29/5/20 17:08
Atualizado em 29/5/20 às 19:32

Obras do centro de triagem da Estrutural estão 90% executadas

Cada unidade tem capacidade para acomodar cerca de 180 trabalhadores

Recursos para execução das obras de centro de triagem provêm do BNDES | Foto: Novacap / Divulgação

O reaproveitamento dos resíduos sólidos produzidos pela população do Distrito Federal ganhará reforço a partir de julho, com a conclusão de dois centros de triagem de materiais recicláveis e um centro de comercialização, na região da Estrutural. As obras, já com 90% de execução, são realizadas Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) em convênio com a Secretaria de Meio Ambiente (Sema).

Leia também

Os recursos para construção desses galpões, cada um com capacidade para acomodar cerca de 180 trabalhadores, provêm do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). As unidades são feitas em estrutura metálica com alvenaria e contam com dois pavimentos.

O superior abrigará esteiras de separação, local para lançamento dos resíduos não aproveitados e silos de armazenagem do material bruto. No térreo funcionarão áreas de prensagem, de separação secundária, de armazenamento do resíduo separado e de depósito de material.

Além do galpão de triagem e da área de administração, os catadores contarão com refeitório, vestiário com armários, banheiros e chuveiros, sala multiuso e equipamentos de segurança individual.

60 servidores atuam na construção das estruturas | Foto: Novacap / Divulgação

Dados do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) apontam que no Distrito Federal existem 1,5 mil catadores que fazem parte das 32 cooperativas cadastradas pelo órgão. “Além de reforçarmos os cuidados com o meio ambiente, esses investimentos em reciclagem promovem a melhoria na qualidade de vida de dezenas de famílias que vivem da catação de material reciclado. A questão social é a nossa maior preocupação na construção desses centros”, afirmou o diretor-presidente da Novacap, Candido Teles.

Sessenta servidores de uma empresa contratada pela Novacap, companhia responsável pela fiscalização dos trabalhos, atuam na construção dos centros de triagem, obra cujo valor total é de R$ 18,9 milhões. Os trabalhos tiveram início em abril de 2018, com previsão de entrega em julho.

 

* Com informações da Novacap