4/6/20 17:24
Atualizado em 4/6/20 às 17:24

Paciente de 92 anos com Covid-19 recebe alta da UTI

Além dele, outros 11 pacientes com a doença, receberam alta ontem de hospitais sob gestão do GDF

Recuperado da Covid-19, o aposentado Ângelo José de oliveira, de 92 anos, tem motivos para comemorar. Após ficar 19 dias internado na UTI do Hospital Daher, ele venceu a Covid-19 e já voltou para o aconchego do lar. Ainda que afastado da família, ele está isolado em um quarto enquanto se recupera da longa internação. O contato com a família, que festejou à vitória, até mesmo com o filho Carlos Gomes de Oliveira, que mora na mesma residência, ocorre por ligação de vídeo. Tudo para manter o patriarca em um ambiente calmo, seguro e protegido.

Ângelo tem comorbidades como doença de chagas, doenças renais e doença pulmonar crônica e faz parte dos 6.931 recuperados, conforme o último boletim da Secretaria de Saúde divulgado às 18h desta quarta-feira (3). Ele deu entrada, inicialmente, no Hospital Regional de Santa Maria, no dia 14 de maio. No dia seguinte, ele foi transferido para um leito de UTI contratado pela Secretaria de Saúde no Daher. A família acompanhava apreensiva, à distância, devido ao protocolo hospitalar, as notícias do pai enquanto esteve no hospital.

O filho Carlos agradeceu a assistência recebida nas duas unidades de saúde. “Desde a entrada no Hospital Regional de Santa Maria, até a ida para o Daher (em leito contratado pela SES), fomos muito bem tratados e acolhidos. Só tenho a agradecer a todos que cuidaram dele. Fica aqui o meu reconhecimento”, disse em agradecimento aos “heróis da saúde”.

Carlos lembra que o pai chegou a ser entubado na UTI e que os momentos de aflição ficaram no passado e que “agora é só alegria para os cinco filhos, netos e bisnetos”.

A equipe da rede pública de saúde permanece monitorando o senhor Ângelo e está em contato com a família.

Altas

Na tarde da última quarta-feira (3), outros quatro pacientes também celebraram a vitória e receberam alta do Hospital Regional da Asa Norte e mais sete no Hospital de Campanha do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha.

 

*Com informações da Agência Saúde