9/6/20 18:57
Atualizado em 9/6/20 às 18:57

Vigilância Sanitária apreende medicamentos vendidos ilegalmente

Ação conjunta com a Polícia Civil ocorreu nesta terça-feira (9), no Recanto das Emas e apreendeu 87 caixas de remédios

Nesta terça-feira (9), a Vigilância Sanitária realizou fiscalização no Recanto das Emas e encontrou uma farmácia vendendo medicamentos controlados sem receita médica. A vigilância foi acionada pela Coordenação Especial de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Cecor) da Polícia Civil. Durante a ação foram apreendidas 87 caixas de medicamentos de uso controlado.

O estabelecimento estava proibido de vender esse tipo de medicamento desde abril (Portaria n° 344/98). O proprietário, que é farmacêutico, já foi preso na Operação Alquimia, da Polícia Civil.

“Ontem, a Cecor nos chamou para apoiar essa ação, pois havia uma denúncia de que o estabelecimento continuava vendendo medicamentos controlados sem autorização e sem retenção de receita”, informou a Gerência de Medicamentos e Correlatos da Vigilância Sanitária.

Ao chegar no local, a Vigilância Sanitária encontrou uma sala ao lado da farmácia reservada para guardar medicamentos, um tipo de depósito.

“A chave da sala estava sob responsabilidade da farmácia. Lá dentro, estavam os medicamentos controlados proibidos de vender sem retenção da receita. Inclusive, encontramos as notas fiscais de compra dos medicamentos. Ele não poderia vender esses remédios de jeito nenhum”, explica a Gerência.

O estabelecimento foi autuado pela Vigilância Sanitária e será aberto um processo administrativo sanitário sujeito à multa, cassação da licença sanitária ou interdição do local. O proprietário responderá um processo na esfera criminal por venda de entorpecentes sem receituário.

Caso o cidadão encontre alguma irregularidade, poderá fazer uma denúncia pelo telefone 162 ou pelo site www.ouvidoria.df.gov.br.

*Com informações Secretaria de Saúde