15/6/20 19:47
Atualizado em 16/6/20 às 12:53

Comunidade rural idosa ganha máscaras da Emater

A meta é prevenir contra a Covid-19 e entregar 3,5 mil equipamentos de proteção individual aos grupos de risco

Para proteger os idosos de áreas rurais do Distrito Federal, a Emater-DF iniciou uma campanha de entrega de máscaras no campo e orientações sobre cuidados essenciais durante a pandemia. A meta é entregar aproximadamente 3,5 mil máscaras e atingir pessoas que residam no campo e que representam grupo de risco. A confecção das máscaras foi realizada pela Fábrica Social, parceira da Emater na campanha.

Máscaras foram doadas a idosos da área rural do Gama. Fotos: Divulgação

Nesta segunda-feira (15), a entrega começou a ser realizada no Gama. Na área rural da região administrativa, mais de 200 famílias vão receber as máscaras. O escritório atende toda a região administrativa do Gama, Recanto das Emas, Santa Maria e uma parte de Samambaia.

“As pessoas são nosso bem maior e estamos aqui representando o Governo do Distrito Federal com orientações para que nossos idosos do campo se cuidem e se protejam”, destacou a presidente da Emater-DF, Denise Fonseca.

Ao lado dos gerente da Emater do Gama, Kleiton Rodrigues Aquiles, e da Regional Oeste, Pedro Ivo Braga, a presidente da empresa realizou entregas em propriedades no Núcleo Recanto dos Buritis. Com máscaras e mantendo o distanciamento necessário, orientações como o modo de lavar a máscara, os cuidados com o seu uso e manuseio e orientações de higiene pessoal foram repassados aos produtores.

Miriam Maria Romero Pereira, 72 anos, mora sozinha no núcleo rural e agradeceu a iniciativa. “A Emater vir até a gente é uma coisa boa. Eu não tenho como sair de casa e a cidade é muito longe. Eu receber sem precisar sair é também uma garantia de que a gente não vai sair e ter contato externo. Agora vou me proteger quando alguém vier aqui me visitar também”, afirmou.

Para o casal Vera Lúcia de Oliveira, 70 anos, e Vanderli Marques de Souza, 75, a ação demonstra preocupação com o meio rural. “Gostamos muito dessa ajuda. A gente fica muito isolado aqui e muitas vezes nem temos noção da gravidade da situação e da forma adequada de se proteger”, declarou Vera. O marido, que é ciclista, ressaltou que as máscaras serão úteis para se proteger também quando estiver andando de bicicleta.

“Durante as visitas, estamos fazendo orientações básicas sobre o uso de máscaras, a importância de usar, a forma certa de manusear e também orientações de higiene pessoal. Aos poucos eles vão se conscientizando”, ressaltou o gerente do escritório local da Emater.

Maria Luzinete, 61 anos, e Erasmo Pereira dos Santos, 75, estão preocupados com a situação e receberam a Emater com muita satisfação. Para ela, as máscaras vão reforçar a proteção. Assim que os empregados da empresa chegaram em sua propriedade, ela logo foi buscar suas próprias máscaras de proteção. “Eu estou cumprindo muito o isolamento e as proteções. Essa ação é maravilhosa para as pessoas do campo. Eu sou suspeita em falar porque sou apaixonada pela Emater”, ressaltou.

Na ocasião, a presidente da Emater-DF aproveitou para entregar um kit com ferramentas, adubos e sementes para produção de hortas domésticas para a produtora Maria Luzinete. Antes da pandemia, ela fez o curso e participou do último curso de hortas domésticas da empresa, em parceria com a Fundação Rural. “É um programa que ajuda a família a cultivar para o próprio sustento, garante hortaliça de qualidade e envolve a família na atividade produtiva. O kit é entregue a todas as participantes, mas a Luzinete teve dengue e ainda não havia recebido”, explicou Kleiton.

Na última semana, a Emater entregou máscaras no Núcleo Rural Sussuarana e na Colônia Agrícola Buriti Vermelho, ambos no Jardim, região do Paranoá. Um casal de idosos no Núcleo Rural São José, região de Planaltina, também foi contemplado.

 

* Com informações Emater-DF