24/6/20 9:44
Atualizado em 24/6/20 às 15:44

Testes em drive-thru e nas feiras chegam a quase 3 mil

Na aferição de terça-feira (23), exames detectaram a presença do vírus em 834 pessoas

A testagem para identificar a infecção pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) na população segue firme no Distrito Federal. Na terça-feira (23), foram registrados 2.983 testes rápidos, que confirmaram a presença do vírus em 834 pessoas. Os exames, por meio da Secretaria de Saúde (SES), foram aplicados nos postos fixos por drive-thru em dez regiões administrativas e nas feiras.

Feirantes e produtores rurais do DF estão sendo testados para a Covid-19 desde a última segunda-feira (22). As equipes de Saúde da Família fazem uma triagem com os trabalhadores de cada box das feiras. Durante a avaliação, se houver suspeita da doença, a pessoa é encaminhada para fazer o teste em uma unidade básica de saúde (UBS).

Por meio dessa modalidade de exames, 266 pessoas já foram encaminhadas. Na terça-feira (23), as feiras de Sobradinho e Ceilândia receberam as equipes da SES. Após a triagem, 53 pessoas de Ceilândia fizeram o teste na UBS, e o resultado foi positivo em 13 exames. Em Sobradinho, como nenhum feirante apresentou sintomas, não houve necessidade de teste. Ao todo, foram 19 detecções até o momento.

Drive-thru

Pelo sistema de drive-thru, 2.930 testes foram aplicados, com 821 resultados positivos para o coronavírus. Novamente, o posto do Paranoá, que atende toda a Região de Saúde Leste (Paranoá, Itapoã, São Sebastião, Jardim Botânico, Jardins Mangueiral e Lago Sul), foi o que mais teve registro da Covid-19. Dos 315 testes feitos no local, 188 detectaram a doença. Em São Sebastião, que abrange a mesma região de saúde do Paranoá, 297 testes registraram 90 confirmações.

Os testes, informa a SES, são seguros, aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e apresentam sensibilidade superior a 86% e especificidade superior a 95%. Também possuem avaliação técnica satisfatória pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS).

O teste rápido é indicado para pessoas sintomáticas e deve ser feito a partir do sétimo dia do surgimento sintomas da Covid-19. A partir desse período é que a detecção do vírus ocorre com mais precisão. Para fazer o exame, o cidadão pode fazer o agendamento pela internet.

Unidades básicas

Cidadãos que não residem nas regiões atendidas pelo sistema de drive-thru podem procurar uma das 172 unidades básicas de saúde (UBSs), que estão abertas e oferecem atendimento para casos suspeitos da Covid-19. Lá, as pessoas serão atendidas, avaliadas e possivelmente farão um exame.

A SES intensificou a testagem em pessoas sintomáticas para detectar a Covid-19 na Atenção Primária, porta de entrada para atendimento na rede pública. O serviço conta agora com 98 UBSs que oferecem os testes rápidos e o swab nasal, de acordo com o perfil de cada paciente. Essas unidades estão distribuídas nas sete regiões de Saúde do Distrito Federal.

Os exames de pacientes que apresentarem sintomas são coletados nas próprias unidades. Além disso, a estratégia fast track (duplo fluxo) permite que os pacientes com quadros respiratórios entrem em fluxos separados na unidade.

A população do DF também conta com o TeleCovid, pelos telefones 190 (Polícia Militar), 193 (Bombeiros) e 199 (Defesa Civil).

* Com informações da SES