9/7/20 17:51
Atualizado em 9/7/20 às 17:51

Segurança: criminalidade cai no primeiro semestre de 2020

Esforço conjunto das forças de segurança durante as medidas de isolamento social reduziu os principais crimes no DF

Levantamento realizado pela Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP-DF) mostra que no primeiro semestre deste ano, houve redução de 24,5% nos principais Crimes Contra o Patrimônio (CPPs). A classificação reúne os roubos a comércio, residência, transeunte, veículo, transporte coletivo e o furto em veículo. Com exceção dos registros roubo a residência, que se mantiveram iguais ao do ano passado, todos os CPPs marcaram queda.

O número de vítimas de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) obteve redução de 6,5% no primeiro semestre em relação ao mesmo período do ano passado, de 232 para 217 casos.  Com isso, 15 vidas foram preservadas no período. Os CVLIs agrupam homicídio, feminicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte. Os homicídios caíram 9,6% no primeiro semestre, de 232 para 217 vítimas.

“Terminamos o ano passado com reduções históricas de vítimas de crimes letais intencionais. A taxa de 13 homicídios por grupo de 100 mil habitantes atingida pelo DF foi a menor em 35 anos. Com isso, já sabemos que para superar essa marca é preciso investir ainda mais no trabalho integrado entre as forças e no planejamento das ações”, destacou o secretário de Segurança Pública, delegado Anderson Torres.

Uma das preocupações da SSP-DF, com o isolamento social, foi o possível aumento da violência contra a mulher, sobretudo o feminicídio. Os setores estatísticos e de Inteligência da SSP-DF iniciaram um acompanhamento desde o início da pandemia e no semestre, os feminicídios caíram 46%, de 15 para oito casos, no comparativo com o mesmo período do ano passado.

Desafios pós-pandemia

A capacidade do sistema de segurança pública em se adaptar de forma rápida a nova realidade social por causa da pandemia garantiu, em grande parte, a queda em praticamente todos os crimes no primeiro semestre. “O primeiro grande desafio, ainda no início da pandemia, foi estabelecer ações rápidas para controlar a doença nas forças de segurança, para que os profissionais pudessem exercer suas funções com plenitude”, observou Torres.

Para o segundo semestre do ano, a SSP-DF continuará realizando ações planejadas, de acordo com a dinâmica social e criminal. “Vamos estabelecer metas e ações para essa nova fase. Além disso, faremos o monitoramento desse trabalho integrado e analisaremos o resultado. Nossa prioridade é continuar a preservar vidas”, ressaltou o secretário.

Debate sobre o assunto

Nesta sexta-feira (10), a SSP-DF vai realizar um debate virtual sobre os índices criminais e a produtividade policial das forças de segurança. Os entrevistados – o subsecretário de Operações Integradas Márcio Vasconcelos, o chefe da comunicação social da PMDF coronel Souza Oliveira e a diretora de Análise Técnica e estatística a delegada Carolina Litran – farão a divulgação das informações durante uma live, pelo perfil da pasta no Instagram.

 

*Com informações SSP-DF