13/7/20 11:34
Atualizado em 13/7/20 às 15:40

GDF lança licitação para obras em Vicente Pires

Investimento previsto nos lotes 2, 5, 8 e 9 é de cerca de R$ 46 milhões para serviços de drenagem, pavimentação, sinalização e calçadas

Foto: Arquivo/Agência Brasília
Invetimento prevê a execução de 228,9 mil metros quadrados de pavimentação, 10,6 mil metros de drenagem e 69,5 mil metros quadrados de calçadas em Vicente Pires. Foto: Arquivo/Agência Brasília
Mais uma ótima notícia para moradores e comerciantes do Setor Habitacional Vicente Pires. O Governo do Distrito Federal marcou para 12 de agosto a licitação para contratação de empresa responsável pela execução de obras de drenagem, pavimentação, sinalização e calçadas das vias internas e principais dos Lotes 2, 5, 8 e 9 que não puderam ser finalizadas nos contratos existentes. O projeto também prevê a conclusão de 398 metros de uma galeria subterrânea no método tunnel liner  (não destrutivo).
O investimento previsto é de R$ 45.682.609,86 para a execução de 228.963,36 metros quadrados de pavimentação, 10.615,03 metros de drenagem e 69.576,82 metros quadrados de calçadas. “O projeto original das obras de infraestrutura de Vicente Pires é de 2008. De lá pra cá a cidade continuou crescendo e muita coisa prevista neste projeto se tornou inexequível”, explica o secretário de Obras, Luciano Carvalho.
O secretário esclarece que em locais onde deveriam passar ruas há casas, comércios e condomínios. O mesmo ocorre em localidades onde deveriam ser construídas lagoas de detenção e dissipadores. “Dos contratos atuais conseguimos executar tudo aquilo o que foi possível. As pendências, o que chamamos de remanescente de obra, estamos licitando novamente para que possamos entregar tudo o que a população de Vicente Pires merece”, afirma.
Carvalho detalha que esta licitação vai contemplar vias importantes, tais como a Rua 8. “Nesta rua a drenagem e alguns trechos de pavimentação estão concluídos. Há trechos na via ainda sem asfalto. Vamos pavimentar o restante, concluir os meios fios e calçadas e abrir as bocas de lobo. Nossa proposta é iniciarmos esses serviços ainda neste ano”, reforça. 
O engenheiro Ricardo Terenzi, subsecretário de Acompanhamento e Fiscalização de obras, destaca que, em dezembro deste ano, o GDF entregará à população tudo o que foi possível executar dos atuais contratos em vigor. “Conseguiremos concluir cerca de 85% de todos os serviços previstos inicialmente. Em termos práticos, vamos entregar boa parte do sistema de drenagem em funcionamento e quase todas as principais vias da cidade asfaltadas, com meios fios e calçadas”, diz. “No próximo período chuvoso, os transtornos tradicionalmente enfrentados serão bem menores ou até mesmo inexistentes”, finaliza.
Confira o andamento das obras de infraestrutura do Setor Habitacional Vicente Pires, rua por rua:
Rua 1 (rua do Jóquei) – Serviços de drenagem, pavimentação e instalação de calçadas e meios-fios concluídos.
Rua 3 – A empresa GW trabalha na execução de 600 metros de drenagem e 1,5 km de pavimentação, no trecho localizado entre a marginal da Estrada Parque Taguatinga Guará (EPTG) até o entroncamento com a Rua 8. Após a conclusão da pavimentação asfáltica, terá início a execução de calçadas e meio-fio. A iluminação da via também será refeita com a substituição de 115 luminárias convencionais por LED.
Rua 3B – Serviços de drenagem, pavimentação e instalação de meios-fios concluídos. A construção das calçadas está em andamento, assim como a sinalização vertical e horizontal da via.
Rua 3C – Serviços de drenagem, pavimentação e instalação de meios-fios concluídos. A construção das calçadas está em andamento, assim como a sinalização vertical e horizontal da via.
Rua 4 – A empresa VP, responsável pelo trecho, concluiu os serviços de drenagem, pavimentação e instalação de meios-fios. No momento, a empresa Artec executa a construção das calçadas. A conclusão dos serviços está prevista para a primeira quinzena de setembro.
Rua 4A – No momento, a empresa Artec trabalha na abertura dos ramais para o correto funcionamento do sistema de drenagem da região. Em paralelo, está em andamento a compactação do solo para a chegada do asfalto. A conclusão dos serviços está prevista para a segunda quinzena de julho.
Rua 4B (rua da delegacia) – Serviços de drenagem, pavimentação e instalação de calçadas e meios-fios concluídos.
Rua 4C (rua da Faculdade Mauá) – Serviços de drenagem, pavimentação e instalação de calçadas e meios-fios concluídos.
Rua 4D – Serviços de drenagem e pavimentação concluídos.
Rua do Sicoob – Serviços de drenagem e pavimentação concluídos.
Rua da Academia Corpo e Saúde – Serviços de drenagem e pavimentação concluídos.
Rua 5 – Os serviços de drenagem e pavimentação previstos em contrato estão concluídos. Parte dos serviços foram executados pelo DER. O remanescente de obra está previsto nesta licitação. 
Rua 6 – Os serviços de drenagem e pavimentação previstos em contrato estão concluídos. No momento, a empresa Artec executa a construção de calçadas. A conclusão desse serviço está prevista para a segunda quinzena de agosto. O remanescente de obra está previsto nesta licitação.
Rua  7 – A empresa JM, responsável por parte dos serviços na rua, finalizou nesta semana a pavimentação de 1,2km da via, no trecho localizado entre os entroncamentos das Ruas 4 e 8. No momento, a contratada trabalha na instalação dos meios-fios. A infraestrutura restante da via, trecho entre os entroncamentos das ruas 08 e 12, sob responsabilidade da empresa Basevi, está concluída.
Rua 8 – Os serviços de drenagem e pavimentação previstos em contrato estão concluídos. O remanescente de obra está previsto nesta licitação.
Rua 10 – Os serviços de drenagem e pavimentação previstos em contrato estão concluídos. Parte dos serviços foram executados pelo DER e pela Novacap. O remanescente de obra está previsto nesta licitação.
Rua 12 – Obras de drenagem e terraplanagem de 2,6Km dos 3,2km da via em andamento. A previsão é de que esses serviços estejam concluídos em dezembro deste ano. O remanescente de obra está previsto nesta licitação.
Colônia Agrícola Samambaia – O contrato do Lote 2, que contempla a área, será licitado novamente. O projeto está sendo readequado para a realidade do local, uma vez que o projeto original é de 2008. A licitação para contratação de empresa responsável pela sondagem da região está em andamento. 
Lagoas de detenção – O projeto prevê a construção de 22 lagoas (14 estão concluídas) e 85 dissipadores (40 estão finalizados).
Ponte sobre o córrego Vicente Pires – No momento, o DER/DF executa a concretagem da fundação, que dará sustentação ao elevado. Após a conclusão desta etapa, o próximo passo será o erguimento da parede de concreto com os pilares, que dará suporte para o lançamento das 170 toneladas de vigas metálicas, seguida da aplicação do concreto e, por último, a implantação do aterro de encabeçamento da ponte. A obra de arte especial de 40 metros está orçada em aproximadamente R$ 3,1 milhões, e está prevista para ser entregue à população em outubro deste ano.
Obra de Arte Especial n. 2 – No momento, a empresa VP trabalha na construção de ponte sobre o córrego Samambaia que vai ligar a Rua 4 direto à Estrada Parque Taguatinga Guará (EPTG). O monumento de 82 metros de extensão e 13,2 metros de largura está orçado em aproximadamente R$ 2,3 milhões, e está previsto para ser entregue à população em dezembro deste ano.
Obra de Arte Especial n. 3 – Está em processo de licitação a contratação de empresa responsável pela construção de ponte na via de ligação entre as Ruas 1 e 3B. O monumento, orçado em aproximadamente R$ 6 milhões, terá 180 metros de extensão e 13,2 metros de largura.
*Com informações da Secretaria de Obras