13/7/20 15:28
Atualizado em 13/7/20 às 15:39

Vita Salutem: mais de cem abordagens no fim de semana

A ação ocorreu em Samambaia, Itapoã, Paranoá e Ceilândia

A operação integrada Vita Salutem realizou 130 abordagens pessoais e em veículos no último final de semana. Com objetivo de reduzir índices criminais em regiões do Distrito Federal, a operação reuniu instituições, agências e órgãos nos eixos da segurança, mobilidade, fiscalização e prestação de serviços públicos sob coordenação da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF) entre a última sexta-feira (10) e domingo (12). A ação ocorreu em Samambaia, Itapoã, Paranoá e Ceilândia.

Seis estabelecimentos também foram interditados e um deles multado por funcionamento indevido ou falta de algum documento para funcionamento, dezesseis pessoas foram autuadas por alcoolemia, uma foi presa por mandado de prisão em aberto e quatro veículos foram removidos ao depósito.
Além das forças de segurança – polícias Civil (PCDF) e Militar (PMDF), Departamento de Trânsito (Detran/DF) e Corpo de Bombeiros (CBMDF) – também participaram da Operação o DF Legal e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF).

A operação é contínua e com base em dados produzidos pelo setor de estatísticas da pasta – a Subsecretaria de Gestão da Informação – que subsidia as ações da Subsecretaria de Operações Integradas. “A metodologia utilizada leva em conta um comparativo específico e técnico dos meses e períodos semelhantes. Com base nesses estudos, desencadeamos a operação semanalmente. Já são mais de dez semanas trabalhando de forma integrada e os resultados são percebidos na redução de crimes no Distrito Federal”, revelou o secretário de Segurança Pública, o delegado Anderson Torres.De acordo com o subsecretário de Operações Integradas, coronel Márcio Vasconcelos, o foco da ação pode mudar, a depender da tipificação criminal com maior índice. “Já tivemos ações com foco no combate ao tráfico de entorpecentes. Neste período de pandemia atuamos também próximo a estabelecimentos comerciais, como distribuidoras de bebidas, por exemplo. Desta forma, o DF Legal verifica o alvará de funcionamento, o Detran fiscaliza o trânsito, a Polícia Militar realiza abordagens e a Policia Civil verifica mandados de prisão em aberto”.

*Com informações da Secretaria de Segurança Pública