14/7/20 17:08
Atualizado em 14/7/20 às 18:16

Secretaria concede mais R$ 1 milhão para a cultura do DF

Distrito Federal lidera esforços para ajudar artistas em tempos de Covid-19. Liberação de recursos para projetos consta do DODF desta terça (13)

Secretaria de Cultura já empenhou R$ 6 milhões, apenas em julho, correspondentes a dois editais | Foto: Secretaria de Cultura

Após anunciar, nesta segunda-feira (13), os pré-selecionados ao Prêmios FAC Brasília 60, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) autorizou hoje (terça, 14) o pagamento de mais R$ 1.182.720,77 para projetos do FAC Áreas Culturais, Ocupação e Conexão Cultura DF. A relação de beneficiários foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial (DODF). A premiação vai beneficiar, em caráter emergencial, 500 agentes e instituições culturais do Distrito Federal, com aporte de R$ 2 milhões.

Confira a lista de beneficiários

O calendário de divulgação de resultados de editais e prêmios foi intensificado nesta semana. Está prevista para esta quarta-feira (15) a divulgação do resultado provisório da Premiação Brasília Junina 2019, que vai pagar mais de R$ 500 mil a 40 grupos de quadrilha junina. Até a próxima sexta-feira (17) será divulgada a avaliação preliminar do FAC Apresentações Online, que injetará mais R$ 2 milhões em projetos culturais transmitidos em plataformas virtuais.

“Entramos numa fase volumosa de liberação de recursos para fomento, em um momento crucial tanto para artistas e técnicos quanto para a economia criativa do DF e do país, já que alguns projetos são de circulação nacional”, observa o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues.

Assim como o Prêmios FAC Brasília 60, a Premiação Brasília Junina 2019 e o FAC Apresentações Online refletem o investimento no segmento cultural neste delicado período de isolamento social, o que torna o Distrito Federal a unidade da Federação que mais investiu no setor durante o combate à pandemia de Covid-19. São R$ 4,5 milhões de reais de incentivo.

“Esse conjunto de editais é especial porque eles nasceram da urgência de acolher agentes e instituições neste panorama de suspensão de atividades artísticas. Demandou da Secec um trabalho intenso de equipe para avaliar as centenas de inscrições, dando celeridade às avaliações”, acrescenta o titular da Cultura.

Editais em pagamento

Neste mês de julho a Secretaria de Cultura e Economia Criativa já empenhou R$ 6 milhões correspondentes aos editais Áreas Culturais, de 2018, e Ocupação, de 2019. Retomado em janeiro de 2019, o Áreas Culturais vai beneficiar atividades como teatro, dança, sarau, ações educativas, poesia, fotografia e feiras, em investimento de mais de R$ 22 milhões no setor.

Já o FAC Ocupação vai aportar mais de R$ 7 milhões no setor, com o intuito de valorizar os equipamentos da Secec em todo o Distrito Federal.

As parcerias entre a Secec e a sociedade civil também viabilizaram quase R$ 5 milhões à comunidade cultural, somente em 2020. Tais fomentos, com recursos de emendas parlamentares, contemplaram projetos em 31 regiões administrativas e possibilitaram a criação de 1.279 empregos diretos e 3.837 indiretos, fortalecendo a economia criativa do DF e da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride).

* Com informações da Secretaria de Cultura