15/7/20 18:27
Atualizado em 15/7/20 às 19:12

GDF Presente atende demanda de 12 anos 

Polo Oeste do programa dá prosseguimento à recuperação da estrada rural da DF-435, ultrapassando 20 quilômetros de melhorias

O produtor rural Thiarlys da Conceição Costa, de 33 anos, comemora a estrada novinha na frente de sua chácara. É que o escoamento do hortifruti produzido na sua terra, em Brazlândia, será mais fácil conforme avança a recuperação da DF-435. Nesta quarta-feira (15), o GDF Presente refez mais quatro quilômetros e as melhorias ultrapassam 20 quilômetros em duas semanas.

“É um trabalho de qualidade, que finalmente chega até nós, coisa que esperávamos há mais de 12 anos”, conta o produtor, que também é presidente da Associação Rural Gabriela Monteiro (Argam). “A estrada era muito ruim, com muitos buracos, sendo que quando chovia ficava intransitável. As pessoas nos chamavam de moradores do oceano, de tanta água”, emenda. 

Com retirada de material, corte, espalhamento de cascalho e compactação de terra ao longo da estrada, o cenário muda pouco a pouco. As execuções são do Polo Oeste do programa, em parceria da Administração Regional de Brazlândia. “Já dá para ver a mudança. Esse serviço tem tirado a gente de uma situação difícil”, confirma Thiarlys da Conceição Costa.

Em outro ponto da rodovia, a retroescavadeira do polo ajuda na construção de uma bacia de contenção para água da chuva. Mais ações realizadas nesta quarta envolvem recuperação de mais uma estrada, no Núcleo Rural Radiobrás, além de recolhimento de 70 toneladas de lixo e entulhos nas proximidades da Escola Classe 1 de Brazlândia, do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e nas quadras 33 e 34 da Vila São José. 

Segundo a administração regional, a prioridade de atendimento são as demandas via Ouvidoria, porém, estão passando de quadra em quadra para realizar o serviço. A presença do polo na cidade viabiliza aumentar o quantitativo e percorrer todos os pontos mapeados de descarte irregular de lixo, o que não ocorre sem a presença da equipe. 

Limpeza geral no Lago Sul 

Do outro lado do Distrito Federal, o Polo Central Adjacente I está no Lago Sul e, nesta quarta, intensificou as ações de limpeza. Ao todo, foram 30 toneladas de lixo recolhidos pela região administrativa. Na SHIS Ql 17, também teve roçagem e poda. No conjunto 1 do Setor de Mansões dom Bosco (SMDB), a limpeza se estendeu aos meios-fios e valas.  

Além disso, as equipes fizeram um limpa na poluição visual provocada pelas faixas instaladas irregularmente pela cidade. Foram 150 objetos removidos na SHIS Ql 07, 13, 15 e na DF-025.

“As ações do polo do GDF Presente no Lago Sul prosseguem em vários setores”, frisa Rubens Santoro Neto, administrador regional do Lago Sul. Além de destacar a promoção de limpeza por toda a região, ele aponta que as equipes do polo identificaram o problema de erosão no acesso à Ponte Costa e Silva. “Imediatamente a Novacap organizou uma equipe e o reparo já recuperou uma das faixas e segue até a conclusão da obra. Graças à rapidez e a eficiência da equipe, os impactos no trânsito foram minimizados”, aponta.

Serviços por Santa Maria 

Em Santa Maria, o Polo Sul do GDF Presente dá andamento ao cronograma de operação tapa-buraco. Nesta quarta, foram quatro toneladas de massa asfáltica utilizadas em duas quadras: AC300 e QR 122. Ao mesmo tempo, foram retirados cerca de 25 toneladas de entulhos nas quadras QR 518, 203, 204 e na entrequadra 105/104. 

“Temos visto a realização rápida de vários serviços que requeremos há anos”, conta a autônoma Jaqueline Borges da Silva. A mulher, de 37 anos, vive há mais de duas décadas na QR 203. Ela conta que há um terreno próximo a um supermercado vizinho usado como depósito irregular de lixo e, agora, é limpo constantemente.  

De acordo com a autônoma, o problema é piorado pelos moradores. “É o caminhão sair com lixo, que já vem gente jogar mais. É um caso sério”, critica. Jaqueline diz que vê serviços por todos os lados, e valoriza: “nunca vi tanta movimentação, a cidade está cada dia melhor”. 

Administradora Regional de Santa Maria, Marileide Romão reforça a importância do reforço do programa para atender as demandas da população. “São atendimentos feitos para a comunidade, que fica satisfeita com o retorno”, afirma. 

Galeria de Fotos

GDF Presente atende demanda de 12 anos