17/7/20 20:17
Atualizado em 17/7/20 às 20:21

Covid-19: número de recuperados na prisão é maior que o de infectados

Até o dia 10 foram 1.332 presos detectados com infecção, dos quais 1.103 recuperados

Três internos que tinham comorbidades morreram, depois de encaminhados a hospitais | Foto: Secretaria de Saúde

Mesmo chegando próximo ao pico do número de casos de infectados pelo novo coronavírus no Distrito Federal, o número de recuperados dentro do sistema prisional continua em franca ascensão. Até o último dia 10 foram registrados 1.598 casos positivos de Covid-19 no sistema penitenciário do DF.

Até aquela sexta-feira foram 1.332 pessoas privadas de liberdade com testes com detecção positiva, dos quais 1.103 recuperados e 226 em acompanhamento. Três internos que tinham comorbidades evoluíram a óbito no ambiente hospitalar, apesar de terem sido devidamente encaminhados ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran), com a devida assistência. Até a última quarta-feira (15), eram dois presos internados na enfermaria do Hran e nenhum em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“Estamos em curva decrescente de novos casos e com número expressivamente maior de recuperados do que com a doença em curso. Isso demonstra a eficácia das medidas de controle adotadas, como a suspensão de visitas”, explica a gerente de Saúde do Sistema Prisional, Simone de Souza.

Entre policiais, 266 com Covid, 253 recuperados, 12 em acompanhamento e um óbito | Foto: Secretaria de Saúde

Houve também evolução positiva dos casos de Covid-19 em policiais penais do Distrito Federal – 266 testados positivos até dia 10, entre os quais 253 recuperados, 12 em acompanhamento e um óbito.

O sistema penitenciário tem uma taxa de letalidade de 0,29% na população privada de liberdade e 0,23% entre policiais penais. A letalidade está bem menor do que o esperado, o que indica a eficiência das intervenções realizadas.

* Com informações da Secretaria de Saúde