29/7/20 12:12
Atualizado em 30/7/20 às 15:20

Supera-DF é prorrogado até 30 de setembro pelo Banco de Brasília

Criado para minimizar impactos econômicos da Covid-19, o programa já movimentou R$ 2,7 bilhões

Programa, lançado em março, oferece facilidades a toda a clientela do banco | Foto: Paulo H. Carvalho / Agência Brasilia

Se for para ajudar, o Banco de Brasília (BRB) estará sempre na linha de frente. A partir desta quarta-feira (29), fica prorrogado, até 30 de setembro, o Supera-DF, que oferece soluções para minimizar os impactos econômicos provocados pela crise do coronavírus. O programa contempla tanto pessoas físicas quanto jurídicas.

Previsto inicialmente para durar apenas três meses, o Supera-DF já movimentou R$ 2,7 bilhões, valor quase três vezes acima do programado. O Supera-DF oferece diferentes linhas de crédito com prazo de pagamento de até 120 meses, carência de até 12 meses e taxas de juros a partir de 0,80% ao mês.

Novas linhas de crédito

Levantamento realizado pelo BRB mostra que cerca de 7 mil empresas procuraram o banco para contratar novas linhas de crédito ou repactuar financiamentos anteriormente realizados e que estavam adimplentes até 18 de março, quando o programa foi lançado.

Foram abertas 2.796 novas contas de clientes PJ (Pessoa Jurídica), tendo sido aprovados R$ 1,452 bilhão em crédito e atendidas mais de 3.500 empresas. No segmento Pessoa Física (PF), o Supera-DF atendeu 29 mil clientes.

R$ 1,452 bilhão Montante de crédito aprovado em contas de clientes PJ

Em relação à repactuação – suspensão por até 90 dias de financiamentos contratados antes da pandemia da Covid-19 –, o valor movimentado foi de R$ 1,340 bilhão.

“Nosso foco é promover o desenvolvimento econômico, social e humano, melhorando a vida das pessoas daqui”, destaca o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa.  “Em um momento adverso como o atual, não estamos medindo esforços para ajudar pessoas e empresas do DF a superar. A prorrogação é mais um sinal claro do nosso empenho.”

Veja, abaixo, as opções para todas as categorias de correntistas.

Clientes PJ

  • Progiro –Prazo para pagamento de até 60 meses com carência de até 6 meses, e taxa de juros a partir 0,80% ao mês.
  • BRB Investimento – Prazo para pagamento de até 120 meses com até 12 meses de carência, e taxas de juros a partir de 0,92% ao mês.
  • Acreditar BRB– Prazo para pagamento de até 24 meses com taxa a partir de 1,85% ao mês.
  • Suspensão de parcelas– Suspensão de financiamentos contratados anteriormente e adimplentes até 18/3.

Clientes PF

  • Crédito pessoal–Prazo para pagamento de até 48 meses com três meses de carência e taxa de juros a partir de 1,85% ao mês.
  • Crédito pessoal público– Prazo para pagamento de até 48 meses com três meses de carência e taxa de juros a partir de 1,50% ao mês.
  • Acreditar BRB– Prazo para pagamento de até 24 meses com taxa a partir de 1,95% ao mês.
  • Suspensão de parcelas– Suspensão de financiamentos contratados anteriormente e adimplentes até 18/3.

Para todos

  • Acreditar BRB
  • Suspensão de parcelas

* Com informações do BRB