28/8/20 21:46
Atualizado em 1/9/20 às 10:06

GDF Presente intensifica manutenção de vias em 6 cidades

Serviços ganham força e são acelerados antes das primeiras chuvas da primavera. Só no Gama, 350 buracos já foram tapados

No Gama, há 1.990 buracos a serem tapados | Foto: Divulgação

Máquinas pesadas de pavimentação asfáltica estão espalhadas por diversos pontos do Distrito Federal revitalizando as rodovias e principais vias das 33 regiões administrativas. O GDF Presente se soma a esse esforço de manter a qualidade no trânsito dos veículos. Com ajuda das administrações regionais, o programa já identificou e catalogou 17 mil buracos e coloca a mão na massa ajudando na manutenção das vias, num esforço concentrado antes de começar a temporada de chuvas.

“É uma demanda grande de moradores por todo o DF, que chegam até a gente pelas ouvidorias. Tapar os buracos, recapear vias muito danificadas, além do trabalho de revitalização, que passa pela iluminação pública, troca de bocas de lobo, limpeza e pintura das vias”, explica o subsecretário de desenvolvimento regional da Secretaria de Cidades, Flávio Araújo.

No levantamento do GDF Presente, seis cidades foram apontadas com situações mais críticas: Gama, Samambaia, Ceilândia, Taguatinga, São Sebastião e Arniqueiras. Por isto, essas regiões são áreas prioritárias para os trabalhos de recuperação do asfalto.

O Gama, por exemplo, fez um trabalho minucioso e listou 1.990 buracos em toda a sua extensão. Um documento identificou bairro por bairro onde eles estão e também o tamanho (P, M, G e GG). “O negócio estava feio, viu? Tem umas ruas aqui no Gama com buracos há mais de 4 anos e ninguém fazia nada. No Setor Central, próximo à Rodoviária, tem pra todo lado. Agora, a gente tem visto as máquinas nas ruas e acho que vai melhorar”, aposta Rômulo Gomes, autônomo, morador do Setor Leste.

20toneladas de massa asfáltica são usadas diariamente para tapar os buracos nas ruas do Gama

Desde a quinta-feira (27), a operação na cidade acontece em dois períodos e 350 buracos já foram tapados. De acordo com a Administração, o Setor Central e o Setor de Indústria já foram concluídos. Na próxima semana, os setores Oeste e Sul estão na rota. Vintes toneladas de massa asfáltica são usadas diariamente na recuperação das ruas.

“Nossa malha viária é muito antiga e precisávamos resolver esse problema. Então montamos frentes de trabalho com os servidores para se dividir por toda a cidade. O objetivo é zerar esses buracos até o início de outubro”, revela a Administradora, Joseane Monteiro.

Outras regiões

A massa asfáltica para as ações é providenciada pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), além de grande parte do maquinário dividido com terceirizadas. A mão de obra, além de servidores das administrações, é composta por reeducandos do sistema prisional coordenados pela Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap-DF), entidade vinculada à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus).

Lago Norte | Foto: Divulgação

Na última sexta-feira, o Polo Central Adjacente 1 atuou nas vias do Setor de Mansões do Lago Norte. Nas MI e ML 4, foram tapados cerca de 30 buracos, duas ruas foram recapeadas e duas toneladas de massa asfáltica usadas.

O Pólo Norte também esteve em ação no Arapoangas e Vale do Amanhecer, em Planaltina, onde foram utilizadas oito toneladas de asfalto. Além de Sobradinho I, com homens trabalhando nas Quadra 1 e em quatro áreas residenciais de Sobradinho II, além do setor de mansões.

As vias que são recapeadas, passam em seguida por ações do Detran e DER que cuidam de sinalização e pintura.

Galeria de Fotos

GDF Presente se concentra na manutenção de vias em seis cidades