31/8/20 20:37
Atualizado em 1/9/20 às 10:06

GDF Presente reforça limpeza dos bueiros antes do começo das chuvas

Força-tarefa para limpar bocas de lobo

O Governo do Distrito Federal aproveita a estiagem para reforçar força – tarefa para manutenção e limpeza das bocas de lobo das cidades do DF.

A ideia é desobstruir os bueiros e permitir que as águas da chuva escorram livremente pela rede de drenagem de águas pluviais e assim evitar os alagamentos.

Os trabalhos são coordenados pela Secretaria de Governo (SeGov) e executados pelas equipes do GDF Presente e das administrações regionais, com apoio da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap).

Nesta segunda-feira (31), a limpeza foi feita nas bocas de lobo do Cruzeiro, Samambaia e Asa Norte. No fim de semana, bueiros da via Hélio Prates, em Ceilândia, e do Sol Nascente foram desobstruídos. Nesta terça-feira (1º/9), o trabalho será feito em Vicente Pires.

“A gente faz essa limpeza constantemente, mas resolvemos intensificar já que as chuvas estão chegando”, afirma o secretário executivo das Cidades, que é vinculada à SeGov, Valmir Lemos de Oliveira.

De acordo com ele, as equipes, além de fazer as ações rotineiras do GDF Presente, estão trabalhando em duas frentes prioritárias e intensificam as operações tapa-buracos e a limpeza das bocas de lobo.

“Queremos preparar o DF para as chuvas, esse serviço será feito em todas as cidades. É uma corrida contra o tempo” diz o secretário. Historicamente, o período de chuvas no DF começa a partir da segunda quinzena de setembro.

Plano Piloto

No Plano Piloto, a limpeza começou pela quadra 716/916 Norte. Até o fim da semana, todas as bocas de lobo das quadras 700/900 serão desobstruídas. Uma equipe do Polo Central Adjacente, que trabalhava desde sexta-feira (28) no Lago Norte, foi enviada para a Asa Norte dada a urgência do serviço.

“Retiramos as folhas e o lixo, lavamos as bocas de lobo e fazemos os reparos necessários nas estruturas”, explica Alexandro César, coordenador do Polo.

Para a administradora do Plano Piloto, Ilka Teodoro, boca de lobo não pode ser tratada como lixeira  “É importante contar com o empenho da população que deve descartar o lixo no lugar correto. A manutenção de bocas de lobo no período da seca é fundamental para evitar obstrução e alagamentos no período chuvoso”, diz.

A região que fica entre as quadras de final 10 e 12 Norte é um ponto crítico de alagamento no Plano Piloto. A personal trainer Kika Lucena, 54 anos, dá aulas em uma academia da 511 Norte, rua que constantemente fica embaixo d’água durante a temporada de chuvas.

“Quando a chuva tinha uma duração maior, de mais que algumas horas, sempre inundava. Se chovia a madrugada toda, era praticamente certo que a rua estaria alagada”, conta.

Segundo Kika, a água invadia o subsolo dos prédios, onde fica a academia. “No ano passado os proprietários da academia colocaram uma porta de ferro e construíram umas barreiras de proteção e a água nunca mais entrou. Mas aquela quadra é problemática”, completa.

O GDF vai construir uma nova e ampla rede de drenagem no Plano Piloto que vai acabar com os históricos alagamentos e enxurradas. O projeto prevê a construção de três galerias pluviais que atenderão as Asas Norte e Sul com uma lagoa de qualidade cada uma, responsável por decantar as impurezas e levar as águas mais limpas para o Lago Paranoá. O processo é inédito, tem previsão de investimento de aproximadamente R$ 100 milhões e está quase pronto para licitação.

Planaltina

O Polo Área Norte do GDF Presente continua os trabalhos no Núcleo Rural Córrego do Arrozal, em Planaltina. Nesta segunda-feira (31), as equipes deram continuidade à obra de recuperação de galeria de águas pluviais na Rua da Igrejinha e de reabertura da estrada de acesso às chácaras por dentro da Rua da Igrejinha, uma demanda de mais de 10 anos. Eles também retiraram dois caminhões de inservíveis no Buritis 4.

Galeria de Fotos

GDF Presente reforça limpeza dos bueiros antes do começo das chuvas