10/9/20 16:41
Atualizado em 10/9/20 às 19:21

Escolas do Distrito Federal terão horta com captação de água da chuva

Projeto da Emater-DF vai proporcionar conhecimento a estudantes e professores sobre práticas de plantio e sustentabilidade

Projeto de captação inclui calhas, caixa d’água de 10 mil litros, bomba e kit irrigação | Foto: Emater-DF

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF) já  instalou 30 equipamentos de captação de água das chuvas e de irrigação de hortas em escolas espalhadas por todo o Distrito Federal. O projeto de captação inclui calhas, caixa d’água de 10 mil litros, bomba e um kit irrigação. Na segunda etapa serão entregues insumos como sementes e adubos para finalizações das hortas. O objetivo é auxiliar os alunos nas tarefas de educação ambiental e sustentabilidade.

O projeto vai proporcionar conhecimento a estudantes e professores sobre práticas de plantio e sustentabilidade. A presidente da Emater-DF, Denise Fonseca, e o deputado distrital Leandro Grass, foram conferir, nesta quarta-feira (9), a instalação em duas escolas na Fercal, núcleo rural de Sobradinho.

“Temos 700 alunos. A ideia é trabalhar com as turmas e dividir entre as que vão adubar, plantar e cuidar da colheita. A estruturação de uma horta por eles será uma oportunidade muito boa de aprendizado”Sandra Harumi, diretora do CED Fercal

As unidades de ensino público CED Fercal e CEF Queima Lençol foram contemplados pelo projeto por meio de emenda parlamentar destinada pelo deputado, verba que também vai beneficiar outras 15 escolas. Hoje, a rotina anual da Emater-DF é atender a mais de 150 hortas por ano, com instalações, assistência e entrega de insumos.

“Quando a gente traz essa oportunidade da criança fazer uma horta, conhecer o valor nutricional dos alimentos e as formas de produzir com sustentabilidade, é muito gratificante e importante. É um processo de transformação necessário diante de um mundo que precisa cada vez mais de consciência ambiental e práticas sustentáveis”, ressaltou a presidente da Emater-DF.

“A gente está muito feliz de ver esse trabalho acontecendo. Muito em breve, os meninos estarão aqui colocando a mão na terra, colocando a mão na massa. Esse é um projeto pedagógico muito legal”, ressaltou o deputado durante a visita ao CED Fercal. Ele agradeceu a parceria com a Emater e a aceitação das escolas à proposta e lembrou que o projeto vai ter início apenas na volta às aulas, com ações dos próprios alunos.

“Temos 700 alunos. A ideia é trabalhar com as turmas e dividir entre as que vão adubar, plantar e cuidar da colheita. A estruturação de uma horta por eles será uma oportunidade muito boa de aprendizado”, disse a diretora da escola CED Fercal, Sandra Harumi.

No CEF Queima Lençol, a diretora Lindonor Maria ressaltou: “Esse projeto da Emater veio para somar e foi providencial aqui para a escola”.

A diretora e a vice do CED Fercal receberam a presidente da Emater, a gerência de Agricultura Urbana da empresa e o deputado Leandro Grass | Foto: Emater-DF

Para as escolas, além de servir como aprendizado aos alunos, o projeto vai proporcionar economia de água da Caesb. Na época da chuva, a água captada vai servir para limpeza das instalações dos centros educacionais, já que a água da chuva servirá como irrigação direta para a horta, conforme lembrou o extensionista da Emater-DF Cleison Duval, que também esteve no encontro.

Coordenador do Programa de Agricultura Urbana da empresa, o engenheiro-agrônomo Rogério Vianna explicou que, diante das metas sustentáveis, o projeto é de extrema relevância. “Abrange a gestão dos recursos hídricos, o aproveitamento de água, a sustentabilidade, segurança alimentar, educação ambiental. Esses são todos os aspectos que o projeto engloba”, destaca.

Cada metro quadrado de telhado resulta numa economia de mil litros de água por ano, conforme explica Vianna. A caixa de armazenamento da água tem capacidade para armazenar 10 mil litros, disse o assessor da Emater Tiago Leite. O projeto está alinhado ao Plano Estratégico do Governo do Distrito Federal no âmbito da ampliação do manejo da água e do solo.

Escolas atendidas

Pelo projeto, são beneficiadas escolas de Taguatinga, Fercal, Piriripau II, Taquara em Planaltina, Cruzeiro, Gama, Santa Maria, Rio Preto em Planaltina, Recanto das Emas, Samambaia, 113 Norte no Plano Piloto, 308 Sul no Plano Piloto, Lago Norte, Queima Lençol em Sobradinho e Vale Verde em Planaltina.

O projeto está sendo viabilizado por meio de destinação de emendas parlamentares dos deputados distritais Leandro Grass (Rede), Reginaldo Sardinha (Avante) e Claudio Abrantes (PDT). “Em um período em que estamos com pouco recurso, é fundamental uma emenda como essa”, ressalta Rogério.

Semelhante às hortas que serão instaladas nas escolas, recentemente o projeto foi implantado em hortas comunitárias no Guará pela Emater-DF. Também já foram iniciadas tratativas para implantação das estruturas de cultivo em Ceilândia e no Paranoá.

 

* Com informações da Emater-DF