1/10/20 11:19
Atualizado em 1/10/20 às 13:50

Público de baixa renda predomina no Hospital Veterinário

Pesquisa da FGV comprova eficiência das políticas públicas focadas nas classes menos favorecidas

Hospital contempla todos os perfis, mas maioria dos donos de pets atendidos é de classes menos favorecidas | Foto: Tony Oliveira/Agência Brasília

A maior parte dos tutores de animais atendidos pelo Hospital Veterinário Público (Hvep) tem renda familiar de no máximo R$ 3 mil. Esse dado, levantado por meio de pesquisa do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), revela a efetividade das políticas públicas do GDF voltadas às camadas da população menos favorecidas economicamente.

Apresentados pelo Instituto Brasília Ambiental (Ibram), os dados dessa pesquisa refletem o resultado de sondagem inédita realizada entre 197 frequentadores do Hvep, entrevistados pela equipe de gestão e monitoramento da unidade hospitalar.

Os resultados

O levantamento revela que 72% dos tutores possuem renda familiar até R$ 3 mil; 22% têm renda entre R$ 3 mil e R$ 5 mil e apenas 6,5% registram rendimentos acima de R$ 5 mil.

 “Essa pesquisa expôs, em números, o perfil dos atendidos no hospital, que tem por objetivo democratizar o acesso à saúde veterinária, principalmente àqueles que não possuem condições de arcar com os gastos veterinários, e essa sondagem evidenciou que o propósito do estabelecimento está sendo atingido”, avalia a diretora técnica do Hvep, Mayara Cauper.

Confira, no gráfico abaixo, os dados referentes à renda familiar dos tutores que utilizam os serviços do hospital.

Arte: Divulgação/Ibram

 

 

 

* Com informações do Ibram