6/11/20 18:50
Atualizado em 6/11/20 às 18:50

Instituições interessadas em acolher têm até terça para enviar proposta

Edital de chamamento público busca parceria para atender 600 pessoas em situação de rua

Durante entrevista à TV Comunitária, a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, anunciou o novo prazo | Foto: Divulgação/Sedes

Organizações da sociedade civil (OSCs) podem apresentar proposta para acolhimento de pessoas em situação de rua até terça-feira (10). O anúncio foi feito nesta sexta-feira (6), pela secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, durante entrevista concedida à TV Comunitária.

“O objetivo é dar mais uma chance para entidades que ainda não conseguiram apresentar as propostas, seja por falta de documentação, seja por inobservância do prazo anterior”, explicou a secretária.  A gestora pontuou que o fim de ano traz aumento da população em situação de rua no DF. “É uma forma de inserir essas pessoas na política de assistência social”, reforçou.

Edital

A Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) lançou, no mês passado, um edital de chamamento público em busca de parceria visando à inclusão de mais 600 vagas de acolhimento institucional no Distrito Federal.

De acordo com o texto, a instituição escolhida ficará responsável pela implantação, execução e manutenção do acolhimento para adultos e famílias, na modalidade “casa de passagem”. A prestação de serviços vai ocorrer por 24 meses, prorrogáveis por igual período.

Com o objetivo de melhorar o atendimento, o edital foi dividido em lotes de 100 vagas, que deverão ser distribuídas em, no mínimo, duas unidades, para que não seja ultrapassado o limite de 50 acolhidos por estabelecimento.

Informatização

A gestão das vagas e os registros de atendimentos, acompanhamentos serão processados por meio de sistema informatizado da Sedes – que também fornecerá informações referentes aos usuários inseridos e desligados no serviço. Quem ainda não tiver o Cadastro Único ou estiver com documento desatualizado poderá regularizar sua situação por meio desse sistema.

 

* Com informações da Sedes