2/12/20 9:58
Atualizado em 2/12/20 às 9:58

Detran: dezenas de usuários não vão ao agendamento da biometria

Autarquia adotou medidas para ampliar vagas, mas faltas prejudicam atendimento da demanda

Entre janeiro e outubro deste ano, mais de 45 mil pessoas agendaram o serviço de biometria, junto ao Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF_, e não compareceram no dia e horário agendados para a coleta dos dados biométricos. Dos 110.200 agendamentos feitos, apenas 76.527 pessoas compareceram para realizar o serviço, representando 30,5% das vagas disponibilizadas.

 “A quantidade de pessoas que agendam o serviço de biometria e não comparece para coletar os dados biométricos é enorme, causando grandes prejuízos à população. Ao agendar um serviço e não comparecer há dois problemas: além de bloquear uma vaga no sistema, impedindo que outra pessoa seja atendida, o cidadão que falta ao serviço ainda vai demandar uma nova vaga posteriormente”, explica o diretor-geral do DetranZélio Maia.

 Devido à grande demanda por este serviço e, levando em consideração o alto índice de não comparecimento, o Departamento estuda a possibilidade de adotar a obrigatoriedade de pagamento prévio do serviço, como já ocorre com o agendamento de vistoria. E, em caso de falta, o cidadão teria que pagar uma taxa de reagendamento.

 A medida visa otimizar o atendimento, pois um a cada três usuários que fazem o agendamento para coleta biométrica não comparece, bloqueando o horário e impedindo que outra pessoa seja atendida naquele dia e horário.

 Biometria

A coleta de dados biométricos é necessária para a identificação de candidatos e condutores em processo de habilitação, mudança ou adição de categoria e renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), exceto para renovação da CNH de condutores habilitados na categoria B. 

 Devido aos 72 dias de atividades suspensas e retorno do atendimento com capacidade reduzida a 50% e, em algumas unidades, a 30% – devido à necessidade de cumprir medidas de contenção da pandemia de Covid-19 – foi gerada uma grande demanda reprimida. 

A partir de 14 de setembro, o Detran retomou 100% da capacidade de coleta biométrica em todos os postos de atendimento, além de reduzir os intervalos entre os atendimentos, passando de 15 para 10 minutos, ampliando significativamente a oferta de vagas. No entanto, o alto índice de falta do cidadão ao serviço agendado compromete a oferta do serviço àqueles que mais precisam.

*Com informações do Detran/DF