12/12/20 19:33
Atualizado em 14/12/20 às 14:45

Fercal ganha terceira ponte reformada neste ano

Obra direta do DER vai beneficiar cerca de três mil pessoas, entre elas 320 famílias de produtores rurais

Ponte de madeira no Córrego do Ouro, na Fercal, é substituída por uma de metal, muito mais resistente | Fotos: Paulo H. Carvalho / Agência Brasília

A comunidade rural Córrego do Ouro, na região administrativa da Fercal, ganhou uma ponte totalmente reformada. A envelhecida estrutura de madeira deu lugar a um elevado feito de metal, com capacidade para suportar cinco vezes mais peso (até 30 toneladas). Cerca de 3 mil pessoas, entre elas 320 famílias de produtores rurais, serão beneficiadas.

A passagem reforçada vai garantir mais segurança para os motoristas e os veículos de carga, que escoam a produção agrícola da região. A melhoria também se estende aos estudantes da Escola Classe Córrego do Ouro, que em tempos de aulas presenciais passam diariamente pela ponte.

O comerciante Rafael Oliveira está otimista com a nova ponte | Foto: Paulo H. Oliveira / Agência Brasília

O comerciante e produtor Rafael Ribeiro, 67 anos, é proprietário de um rancho na região. Além de uma pequena criação de gado e porco, a família dele tem um restaurante e um mercadinho a 200 metros da ponte.

“A gente fica muito agradecido com o que o governo tem feito. A ponte de madeira não aguentava não, estava muito prejudicada”, explica Ribeiro.

“Agora, vamos receber mais gente aqui no rancho. E vai ser bom porque muitos caminhões com mercadoria estavam evitando passar por ali, o que é ruim para o comércio”, acrescenta.

Maior durabilidade e segurança

A ponte nova mantém os mesmos 16 metros de comprimento por 4,5 metros de largura da anterior. A base foi reforçada para evitar qualquer dano causado pela erosão. “Fizemos uma base segura com defensas metálicas para proteger os taludes. Algo que é visto nas grandes estradas por aí. Ficou muito bom o resultado”, destaca o diretor-geral do DER, Fauzi Nacfur Jr.

A reforma foi financiada com recursos e mão-de-obra do próprio DER e contou com o trabalho de dez servidores além do apoio da Administração Regional da Fercal.

“Aumentamos a capacidade da ponte em cinco vezes, visto que a de madeira suportava apenas 6 toneladas. E a durabilidade também será maior, de pelo menos uns 20 anos”, explica o analista de gestão e fiscalização do DER, Paulo Izidoro. Outra vantagem, o técnico destaca, é que a estrutura metálica raramente precisa de manutenção.

“Não raro tinha caminhão que descia parte da carga e os funcionários atravessavam a pé com os produtos na mão. Agora, pode passar com tranquilidade”, acrescenta o engenheiro.

“Há muitos anos a comunidade pede a troca do assoalho da estrutura, onde já podiam ser vistos alguns vãos de mais de 30 centímetros”, revela o administrador Fernando Gustavo. “Vamos beneficiar muita gente das comunidades do Córrego e da Batalha. São regiões fornecedoras de hortifrutigranjeiros e onde se cria gado. Além de centenas de moradores, é claro”, celebra.

A ponte da VC 201 é a terceira reformada pelo GDF na Fercal só neste ano. Em julho, duas passagens existentes nas redondezas já haviam sido trocadas, uma localizada sobre o Rio Maranhão e outra sobre o Córrego Ribeirão.

Galeria de Fotos

Ponte na VC 201 tem estrutura reforçada