15/1/21 17:34
Atualizado em 15/1/21 às 17:34

Parque do Lago Norte recebe 500 mudas

Plantio na Unidade de Conservação do Brasília Ambiental é mais uma ação de parceria em voluntariado

Araçá-do-campo, angico, urucum e ipê estão entre as espécies plantadas, na manhã desta sexta-feira (15), no Parque Ecológico do Lago Norte. Fruto de parceria entre o Comitê de Voluntariado Ambiental da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), o Brasília Ambiental, a Novacap e as administrações do Lago Norte e do Varjão, a ação garantiu o plantio de 500 mudas do Cerrado na unidade ecológica.

A ideia de ajudar a plantar árvores no parque agradou à menina Rafaela Alves, 9 anos, moradora do Varjão. Levada pela tia Joana Alves ao mutirão, a criança disse estar feliz por poder plantar, pela primeira vez, uma árvore. A tia, apreciadora de plantas, escolheu a muda tarumã-do-cerrado. “Eu procuro estimular, em casa, o cultivo de plantas”, contou Joana.

Crianças também participaram do mutirão de plantio | Foto: Sílvio Abdon/CLDF

O secretário-geral do Brasília Ambiental, Thúlio Moraes, defendeu a iniciativa do voluntariado, envolvendo órgãos públicos e comunidade, para melhorar a gestão das unidades de conservação (UCs). “É importante trabalhar de forma integrada, pois os parques pertencem a toda a população do DF”, afirmou.

“É importante sair das quatro paredes e mostrar que queremos fazer entregas diretas para a população”, destacou o presidente em exercício da CLDF, Rodrigo Delmasso. Segundo o parlamentar, mutirões semelhantes serão empreendidos no Parque Distrital Bernardo Sayão, e no Parque Ecológico Três Meninas.

O administrador do Lago Norte, Marcelo Ferreira, elogiou a ação de reflorestamento, destacando que a Região Administrativa (RA) abriga 120 nascentes. O administrador do Varjão, Lúcio Rogério, reforçou a apreciação. “[O Parque do Lago Norte] é um cinturão verde que favorece todo o DF”, valorizou.

* Com informações da CLDF e do Brasília Ambiental