23/1/21 10:15
Atualizado em 23/1/21 às 10:24

Obras do terminal de Santa Maria estão 60% prontas

Outras construções devem começar este ano, beneficiando milhares de pessoas e gerando centenas de empregos

O terminal, localizado na Quadra 401 de Santa Maria, terá dez boxes para embarque e desembarque e 53 três baias de ônibus para aguardarem na fila de espera | Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

As obras do primeiro terminal rodoviário de Santa Maria estão 60% executadas. No momento, os operários trabalham na cobertura da estrutura, instalações elétricas, acabamento dos blocos, colocação de meios-fios e construção de banheiros. Além de melhorar a mobilidade urbana dos cerca de 120 mil moradores da região, os trabalhos geram 150 oportunidades de emprego. O investimento é de R$ 4,8 milhões.

Serão 60 estacionamentos para carros e 25 para motos

O terminal, localizado na Quadra 401 de Santa Maria, terá dez boxes para embarque e desembarque e 53 três baias de ônibus para aguardarem na fila de espera. Serão 60 estacionamentos para carros e 25 para motos, além de bicicletário e um espaço para paraciclo com 70 metros quadrados. Também terão banheiros, salas administrativas e lanchonete. Todos os espaços terão acessibilidade para facilitar o acesso de pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção.

“Há cidades novas no DF que ainda precisam de equipamentos públicos que vão melhorar a vida dos moradores, dando mais alternativas para que eles possam se deslocar pelas cidades”Diz o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro

O secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro, reforça que mais terminais serão construídos em várias regiões administrativas da capital. “Há cidades novas no DF que ainda precisam de equipamentos públicos que vão melhorar a vida dos moradores, dando mais alternativas para que eles possam se deslocar pelas cidades”, destaca o titular da pasta.

Felipe Figueiredo, 24 anos, é usuário de transporte público há 10 anos. Na opinião do morador de Santa Maria, o principal benefício do novo terminal é dar qualidade de vida aos moradores, motoristas e cobradores de ônibus. “Há anos as pessoas aguardam em um local a céu aberto, sem asfalto e conforto”, comenta o assistente jurídico.

O terminal de Santa Maria será ponto de partida de 14 linhas de ônibus circulares e linhas alimentadoras do BRT. Pelo local passam, pelo menos, 72 ônibus que fazem 419 viagens de segunda a sexta-feira, 332 aos sábados e 193 aos domingos. A estrutura também poderá ser utilizada para fazer a integração com as linhas do semiurbano do Entorno do DF.

Em outras cidades

A empresa que construirá o terminal rodoviário do Itapoã foi definida em dezembro do ano passado. As obras que serão feitas pela Construteq Construções Terraplanagem e Equipamentos devem começar no primeiro semestre. A estrutura será erguida na Quadra 203, ao lado da garagem de ônibus que, atualmente, é utilizada pela concessionária que atende o local. O investimento será de mais de R$ 3 milhões, gerando centenas de postos de trabalho.

O subsecretário de Terminais da Secretaria de Transporte e Mobilidade, Ronivaldo Costa, adianta que o novo espaço vai beneficiar cerca de 65 mil pessoas. “Serão seis plataformas, seis pontos de estocagem, 33 vagas para veículos, 20 vagas para motos, paraciclos, banheiros com acessibilidade, lanchonete, bicicletário e salas administrativas, assim como o de Santa Maria”, explica.

Atualmente, a cidade do Itapoã é atendida por três linhas com 111 viagens. Com a nova estrutura, outras linhas sairão da região oferecendo ampliação de cobertura. As linhas que atendem ao Condomínio La Font e o Terminal do Paranoá também passarão pelo local. Além disso, o novo terminal também passará a atender ao residencial Itapoã Parque, que está em fase acelerada de construção.

Outra obra que deve começar no primeiro semestre é a do terminal do Varjão, no Lote 1, Conjunto H, Quadra 10. Com o valor de mais de R$ 700 mil, 75 pessoas serão empregadas para construir o espaço. A estrutura segue o padrão de Santa Maria e Itapoã, beneficiando 8 mil usuários. Por enquanto, quatro linhas passam pelo local com 164 viagens nos dias úteis, cem aos sábados e 72 aos domingos. Além das linhas que operam na região, a linha 141.7, que atende a Paranoá e Itapoã, também passará pelo novo terminal.

Sol Nascente/Pôr do Sol e Arapoangas

O projeto dos terminais do Sol Nascente/Pôr do Sol – regularizada nesta gestão – e Arapoangas – setor mais populoso de Planaltina – estão prontos e em fase de licitação. A expectativa é que todo o processo burocrático seja finalizado no primeiro semestre. Juntos, os espaços atenderão mais de 120 mil habitantes.

Em ambos os terminais, já há o espaço destinado para a construção. No caso do Sol Nascente/Pôr do Sol será na Quadra 105, Conjunto M, AE1 (Trecho 2). Já no Arapoangas, a estrutura será erguida na Avenida Erasmos de Castro, rodovia DF-130, em frente ao Portal Amanhecer.

Reforma

As reformas para melhorar a mobilidade dos usuários de transporte público também são fundamentais para dar conforto e segurança à população. O terminal rodoviário do Gama, por exemplo, vai passar por transformação completa. A licitação para escolher a empresa que fará os serviços já foi divulgada. Segundo o subsecretário de Terminais da Semob, o objetivo é tornar o espaço acessível.

“Todas as instalações passarão por algum tipo de reforma, como a cobertura, banheiros, parte elétrica, além da ampliação da área de embarque e desembarque e a área de circulação de veículos”, adianta Ronivaldo Costa. “A previsão de investimento é de R$ 4,6 milhões, gerando 150 oportunidades de emprego”, afirma.

Ainda de acordo com Costa, há estudos da pasta para a construção de terminais na Candangolândia, Estrutural e no final da Asa Norte.

Obra entregue

Em maio, Sobradinho ganhou um novo terminal rodoviário | Foto: Lúcio Bernardo Jr / Agência Brasília

Em maio de 2020, Sobradinho finalmente ganhou um terminal rodoviário. Ampliada e totalmente reformada, a estação movimenta aproximadamente 28 mil passageiros por dia. As instalações foram demolidas por completo para que o novo local fosse erguido. O investimento foi de mais de R$ 6 milhões.

Motorista de ônibus há 29 anos, Januário Ferreira, 62 anos, lembra que antes da reforma do terminal de Sobradinho a situação do local era precária. “Melhorou bastante, tanto para quem trabalha no transporte público quanto para quem usufrui. Agora, temos um ambiente confortável, seguro e agradável, onde passamos boa parte do nosso dia”, comentou o morador de Planaltina.

Francisco Oliveira, 79 anos, afirma que é a primeira vez que a rodoviária passou por uma grande revitalização. Ele frequenta o terminal todos os dias para trabalhar. “Pego ônibus diariamente desde 1971. Agora está perfeita”, elogiou o armador da construção civil. “Como usuário antigo, fico muito feliz em ver que a reforma finalmente aconteceu”, disse ele, que mora em Sobradinho.

Galeria de Fotos

Obras do terminal de Santa Maria estão 60% executadas