27/1/21 10:44
Atualizado em 27/1/21 às 10:44

Unidade de Queimados do Hran fez mais de 9,6 mil atendimentos em 2020

Durante a pandemia o serviço não parou devido à unidade ser referência no tratamento no Centro-Oeste

Foram 2.132 consultas de pessoas com queimaduras no pronto-socorro do hospital. Além disso, 4.917 atendimentos de consultas e curativos no Ambulatório de Queimados, 315 internações na enfermaria da Unidade de Queimados, 1.640 banhos com sedação e 640 cirurgias (debridamento, enxertos e retalhos) em pacientes queimados | Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

Referência no atendimento a queimaduras no Distrito Federal e região Centro-Oeste, a Unidade de Queimados do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) continuou funcionando normalmente desde o início da pandemia do novo coronavírus. Somente em 2020, foi realizado um total de 9.644 atendimentos a pacientes com queimaduras.

Foram 2.132 consultas de pessoas com queimaduras no pronto-socorro do hospital. Além disso, 4.917 atendimentos de consultas e curativos no Ambulatório de Queimados, 315 internações na enfermaria da Unidade de Queimados, 1.640 banhos com sedação e 640 cirurgias (debridamento, enxertos e retalhos) em pacientes queimados.

De acordo com o chefe da Unidade de Queimados do Hran, Gilberto de Aguiar, manter o atendimento aos casos de queimaduras foi essencial. “Os acidentes com vítimas de queimaduras continuaram a acontecer durante a pandemia, sem o funcionamento deste serviço os pacientes teriam que ser encaminhados para outras regiões que fazem atendimento público, pois muitos casos são graves e poderiam levar estes pacientes a óbito”, explica.

Por conta disso, a Unidade de Queimados continuou funcionando ininterruptamente, mesmo com os outros setores do Hran atendendo somente pacientes com Covid-19. Isso possibilitou manter os atendimentos de pacientes com queimaduras em todo o Distrito Federal, entorno e região Centro-Oeste, pois a unidade é referência de atendimento público desta especialidade.

Outra preocupação oriunda da pandemia foram os acidentes com álcool, tendo em vista que toda a população começou a utilizar o insumo em maior quantidade. “Apesar de não ter como identificar se a queimadura foi causada com álcool em gel ou álcool a 70° ou 46°, foram internados 52 pacientes vítimas de queimaduras por álcool”, esclarece Gilberto.

Assistência

Para ter atendimento na unidade, em caso de emergência, o cidadão deve procurar o pronto-socorro do Hran onde será avaliado e internado, caso seja necessário, ou acompanhado pela equipe do ambulatório. Os pacientes internados recebem o tratamento no terceiro andar.

A Emergência do Hran funciona 24 horas, todos os dias da semana. Além disso, há o ambulatório de portas abertas, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h, onde são realizadas trocas de curativos e acompanhamento de pacientes com queimaduras menos graves.

No final de julho de 2020 foi inaugurada uma Sala de Farmácia Clínica na Unidade de Queimados, localizada no terceiro andar do Hran. O objetivo da iniciativa foi levar para mais próximo da equipe multidisciplinar e dos internados todo o suporte farmacêutico necessário para a terapia medicamentosa, aumentando a segurança dos pacientes.

No caso específico dos pacientes tratados na unidade, os farmacêuticos também podem contribuir orientando a equipe de saúde sobre as melhores formas de administrar os medicamentos nos que tiveram grande parte do corpo comprometida com queimaduras.

* Com informações da Secretaria de Saúde