SLU
1/2/21 18:19
Atualizado em 1/2/21 às 18:19

Começa a instalação de novos papa-lixos

Técnicos do SLU fizeram vistoria na manhã  desta segunda-feira (1º) em Samambaia; meta é instalar 351 novas unidades este ano, em vários pontos do DF

Equipamentos estão sendo instalados em diferentes regiões do DF | Foto: Divulgação/SLU

As regiões de Ceilândia, Brazlândia, Sol Nascente/Pôr do Sol, Taguatinga e Samambaia vão ganhar novos papa-lixos. São 19 unidades a entrar em operação nas próximas semanas. O primeiro equipamento já se encontra em operação na QR 621 de Samambaia. Nesta segunda-feira (1º), equipes do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) foram ao local acompanhar o teste operacional. Serão instaladas duas unidades por semana pela empresa contratada (Sustentare).

Com 64 papa-lixos em funcionamento, essas regiões administrativas receberão mais 62 unidades do novo modelo até o final do ano, totalizando 126. Em todo o Distrito Federal, o SLU planeja instalar 351 novos papa-lixos. Atualmente existem 101 em funcionamento.

O papa-lixo é um contêiner semienterrado, com capacidade de 5 metros cúbicos (equivalente a uma caçamba), que permite o armazenamento dos resíduos de forma segura e limpa, minimizando os riscos de proliferação de vetores de doenças. Esse equipamento foi criado para atender a demanda da população que reside em locais de difícil acesso aos caminhões de coleta. Os resíduos despejados serão coletados diariamente.

Além de facilitar o acesso à coleta, o papa-lixo também tem ajuda a sensibilizar a população para a importância de manter a limpeza urbana. Para isso, o local onde o equipamento é instalado recebe um projeto urbanístico com paisagismo ao redor, com uma mensagem de limpeza, saúde e cuidado.

Estímulo ao descarte correto

A aposentada Nelsina Moreira mora em Samambaia, bem em frente ao local onde o papa-lixo foi instalado nesta segunda-feira. Ela acompanhou todo o teste do equipamento. Segundo a moradora, mesmo com a coleta diária passando no local, os dois terrenos que ficam à frente de sua casa são locais onde constantemente os moradores despejam seus resíduos.

“Tinha dia em que a gente não conseguia nem almoçar direito, porque o mau cheiro do lixo era horrível”, conta. “A gente, com criança em casa, em podia abrir as janelas. Espero que as pessoas agora parem de jogar lixo nos terrenos e usem o papa-lixo. Acho que vai melhorar muito.”

O presidente do SLU, Silvio Vieira, reforça: “É um equipamento da maior importância porque leva uma solução coletiva para determinados pontos da cidade, viabilizando soluções de limpeza urbana rápidas e eficientes. A instalação do papa-lixo estimula as pessoas a descartarem corretamente seus resíduos, e o local fica sempre limpo porque a remoção é feita diariamente”.

* Com informações do SLU