17/2/21 18:20
Atualizado em 18/2/21 às 12:50

Codhab assina aditivo para restaurar área atingida por erosão

Companhia investe no Plano de Recuperação de Áreas Degradadas (Prad) para executar obras em terreno afetado na Chácara 94

Relatório da Codhab traz imagem da erosão em terreno que será recuperado| Foto: Divulgação / Codhab-DF

Mais uma área atingida por erosão será reformada no Sol Nascente/Pôr do Sol. A Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab-DF) assinou aditivo ao Contrato nº 66/2018, que trata do Plano de Recuperação de Áreas Degradadas (Prad) para recuperar terreno atingido na Chácara 94, Trecho II.

O aditivo foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal, página 42, desta quarta-feira (17), prevendo investimentos de R$ 240 mil durante 12 meses a cargo da empresa Geológica, vencedora da licitação. Os serviços previstos abrangem a retirada de lixo e entulho, retaludamento e suavização do relevo, preparação do solo, plantio de gramíneas e mudas de árvores nativas do cerrado.

“Além de evitar prejuízos ao meio ambiente, restaurar essas áreas vai proporcionar mais segurança e qualidade de vida aos moradores”Wellington Luiz, presidente da Codhab

Ação conjunta

Essa é uma ação da Codhab e mais quatro órgãos do GDF — Administração Regional do Sol Nascente/Pôr do Sol, Secretaria de Obras e Infraestrutura, Defesa Civil e Brasília Ambiental. Os prazos e detalhes dos serviços serão definidos com a firma licitada visando acertar o cronograma da execução dos trabalhos. Imagens da erosão são mostradas em relatório da Codhab-DF.

“Além de evitar prejuízos ao meio ambiente, restaurar essas áreas vai proporcionar mais segurança e qualidade de vida aos moradores. É uma prioridade do governador Ibaneis Rocha”, afirma o presidente da Codhab, Wellington Luiz.

Em setembro do ano passado, o GDF iniciou a recuperação de áreas degradadas em 13 pontos do Sol Nascente/Pôr do Sol, locais que sofrem com as erosões formando barrancos e valas enormes. Acúmulo de entulhos, lixo e a chegada das chuvas aumentam os problemas na região.

*Com informações da Codhab-DF