22/2/21 19:02
Atualizado em 22/2/21 às 20:22

Vamos agendar a segunda dose da vacina?

Das 20 mil vagas disponíveis para a imunização em drive-thrus, apenas 2,3 mil foram preenchidas

Agendamento para a segunda dose da CoronaVac pode ser feito até o dia 26 deste mês | Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde

A Secretaria de Saúde (SES) iniciou, nesta segunda-feira (22), a aplicação da segunda dose da vacina CoronaVac para quem agendou pelo site de vacinação. São 20 mil vagas nos drive-thrus a serem preenchidas até o dia 26 deste mês. Até o momento, foram feitas 2,3 mil marcações do total de vagas disponíveis.

20 milNúmero de vagas disponíveis nos drive-thrus

“Criamos a plataforma para facilitar o acesso da população ao serviço de vacinação e evitar filas”, explica o secretário adjunto de Assistência à Saúde, Petrus Sanchez. “No site da Secretaria de Saúde, é possível obter mais informações e ver o passo a passo de como fazer esse agendamento.”

No sistema, o interessado deve preencher alguns dados, como nome completo, data de nascimento, CPF e o número do Cartão Nacional de Saúde (CNS), além da data da primeira dose e a identificação do laboratório fabricante.

A CoronaVac tem intervalo de 14 a 28 dias entre as doses aplicadas

É imprescindível levar o cartão de vacina para que o profissional de saúde possa checar as informações, como a marca da vacina que foi aplicada e a data para a segunda dose. Neste momento, apenas quem recebeu a vacina CoronaVac poderá ser imunizado com a segunda dose. O objetivo, futuramente, é abrir o agendamento para todas as etapas da vacina. Isso dependerá da chegada de novas doses ao Distrito Federal.

Vacinas

A vacina CoronaVac é produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. A vacina Covishield é desenvolvida pela universidade inglesa de Oxford com a farmacêutica sueco-britânica AstraZeneca. Cerca de 5% do total de doses recebidas são reservadas tecnicamente para repor eventuais perdas.

A CoronaVac tem intervalo de 14 a 28 dias entre as doses aplicadas. Devido a isso, metade do quantitativo recebido é reservada para a segunda aplicação. Já com a vacina de Oxford, esse intervalo é de até 90 dias. Devido a esse tempo, o Ministério da Saúde recomenda que todas as doses dessa vacina sejam utilizadas na primeira aplicação.

O Distrito Federal já recebeu 204.060 doses da CoronaVac e da Covishield. Desse total, 162.560 doses são da vacina chinesa, sendo 41,5 mil da vacina de Oxford.

*Com informações da Secretaria de Saúde