5/3/21 21:09
Atualizado em 6/3/21 às 16:16

Comunidade de Água Quente ganha rede de drenagem

Próxima ao Recanto das Emas, área ganhou manutenção de vias, além do escoamento seguro das águas da chuva. Mais de 30 mil moradores serão beneficiados

Os serviços incluíram a realização de obras de terraplanagem para desobstruir e nivelar as ruas internas, que não são pavimentadas | Foto: GDF Presente

As fortes chuvas que caíram no Distrito Federal nas últimas semanas causaram muito transtorno para os moradores do Setor Habitacional Água Quente, localizada nas proximidades do Recanto das Emas. Com a estiagem, o GDF Presente está atuando desde o início desta semana para resolver as demandas locais.

A principal ação é a construção de uma rede fluvial para o escoamento da água parada que vai permitir o trânsito dos moradores e evitar a proliferação do Aedes aegypti, o mosquito transmissor da dengue.

Sem um sistema de drenagem, a água da chuva ficou concentrada em grandes bolsões, principalmente em frente ao comércio local. Além de dificultar a locomoção dos moradores, havia o risco de a água parada se transformar em um grande foco do mosquito transmissor da dengue. O perigo era grande, também porque colocava as crianças em risco, já que elas aproveitavam uma área livre próxima para brincarem.

“O trabalho que está sendo feito aqui é de qualidade e vai realmente melhorar o setor. As necessidades eram grandes, mas agora vai ficar bem melhor para todo mundo transitar”Raimundo Nonato, líder comunitário

O GDF Presente concentrou os trabalhos na localidade, que tem cerca de 30 mil moradores. Os serviços incluíram também a realização de obras de terraplanagem para desobstruir e nivelar as ruas internas que não são pavimentadas. Mais de 300 toneladas de material grosso, formado pelos restos de entulhos e calçadas compactados, foram utilizados no trabalho.

O vaivém dos 10 caminhões no local, que fizeram pelo menos três descarregamentos de material, cada, empolgou quem acompanhava os trabalhos com olhos de lupa, como o líder comunitário Raimundo Nonato Ferreira da Silva.

A principal ação é a construção de uma rede fluvial para o escoamento da água parada | Foto: GDF Presente

Chuvas penalizam comunidade

Raimundo Nonato foi enfático, afirmando que a população do Setor Habitacional Água Quente é muito carente e que os estragos causados pelas chuvas penalizaram ainda mais a comunidade. “O trabalho que está sendo feito aqui é de qualidade e vai realmente melhorar o setor. As necessidades eram grandes, mas agora vai ficar bem melhor para todo mundo transitar”, disse o líder comunitário.

“Temos aqui uma equipe de trabalho multidisciplinar, uma verdadeira força-tarefa, cada um fazendo um pouco para melhorar a localidade”Valmir Lemos de Oliveira, secretário das Cidades

O secretário das Cidades, Valmir Lemos de Oliveira, acompanhou os serviços no local. De acordo com a sua avaliação, as ruas internas já tiveram uma melhora de 70% a 80%, desde segunda-feira, quando começaram as obras. “Temos aqui uma equipe de trabalho multidisciplinar, uma verdadeira força-tarefa, cada um fazendo um pouco para melhorar a localidade. E eu estou aqui somente para verificar o que o Rodrigo (coordenador do Polo Central Adjacente II) precisa para a semana seguinte”, brincou o secretário.

Para o administrador do Recanto das Emas, Carlos Dalvan Soares de Oliveira, as ações do GDF Presente sempre contribuem para a melhoria de infraestrutura e de manutenção dos serviços. “O GDF Presente consegue atender e impactar na qualidade de vida dos cidadãos”, resumiu o administrador.

Galeria de Fotos

Comunidade de Água Quente ganha rede de drenagem